BB Seguridade (BBSE3): lucro líquido ajustado de R$ 977,1 milhões, alta de 10,7%

LinkedIn

A holding BB Seguridade, braço de seguros, previdência privada e capitalização do Banco do Brasil, registrou um lucro líquido de R$ 977,1 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 10,7% em comparação com o mesmo período de 2020, apesar do agravamento da pandemia e do aumento dos sinistros relacionados à Covid-19.

O resultado operacional consolidado das empresas do grupo, que incluem Brasilseg, Brasilprev e Brasilcap, cresceu 7,4% entre janeiro e março deste ano frente ao mesmo período de 2020 e atingiu R$ 912 milhões.

O resultado financeiro combinado cresceu 33,0% em relação ao mesmo período de 2020, ajudado por um movimento mais benéfico dos índices de inflação que atualizam os ativos e passivos dos planos de previdência tradicionais. Entre janeiro e março deste ano, o resultado financeiro alcançou R$ 65 milhões frente a R$ 49 milhões um ano antes e a um prejuízo de R$ 109 milhões no quarto trimestre do ano passado.

Os prêmios emitidos de seguros subiram 7,3% no primeiro trimestre, impulsionados pelo desempenho comercial do seguro rural, que cresceu 29,4% ante o mesmo período de 2020. A BB Seguridade explicou que “o produto foi ajudado pela liberação antecipada do custeio da safra 2021/2022 em volume superior ao disponibilizado no mesmo período do ano passado”.

O seguro de vida, com alta anual de 14,6% também ajudou a impulsionar o resultado do segmento de seguros. Segundo a companhia, assim como o rural, o produto teve bom desempenho de vendas devido ao lançamento do novo portfólio em maio do ano passado. O seguro residencial também apresentou forte avanço de 28,2%, puxado pelo aumento de vendas no varejo.

A sinistralidade, que é a taxa de sinistros em relação aos prêmios emitidos, registrou aumento de 8,1 pontos percentuais ante o primeiro trimestre de 2020 para 37,8%. A BB Seguridade atribuiu a elevação à piora no cenário da pandemia “que elevou as perdas nos produtos com cobertura de morte”.

Na previdência privada, as contribuições aumentaram 6% na comparação anual, para R$ 11 bilhões. No entanto, se comparadas ao quarto trimestre de 2020, houve queda de 11%. A captação líquida alcançou R$ 1 bilhão entre janeiro e março, com queda anual de 44%.

As reservas de previdência da BB Seguridade ficaram relativamente estáveis no primeiro trimestre na comparação com os últimos três meses de 2020, em R$ 307 bilhões frente a R$ 308 bilhões no quarto trimestre. Em relação aos três meses iniciais do ano passado, houve alta de 7%.

As reservas de PGBL e VGBL expandiram-se 6,4%, ajudadas pela rentabilidade dos fundos de investimentos onde estão alocados os recursos dos clientes. Conforme a companhia, “com o lançamento de uma nova família de fundos, em dezembro de 2020, e a ampliação da estratégia de arquitetura aberta, a captação para fundos multimercado cresceu 71,2% em relação ao primeiro trimestre de 2020”.

Os resultados do BB Seguridade (BOV:BBSE3) referentes suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 03/05/2021. Confira o Press Release completo!

Teleconferência

Em teleconferência com analistas, o diretor financeiro da BB Seguridade, Rafael Sperendio, falou sobre o balanço do primeiro trimestre, ele mostrou que o resultado não operacional teve crescimento anual de 7,4% no período, enquanto o guidance vai de 8% a 13%. Os prêmios emitidos da Brasilseg aumentaram 7,3%, sendo que o guidance vai de 7% a 12%, e as reservas de planos de previdência subiram 6,4%, enquanto o guidance é de 4% a 7%.

Esses resultados positivos aconteceram apesar de o primeiro trimestre de 2020 não ter tido nenhum impacto da covid, enquanto o primeiro trimestre deste ano foi fortemente afetado. “Com o avanço da vacinação, devemos ver uma queda no número de contágios e mortes pelo coronavírus. A expectativa é de recuperação do desempenho comercial, que deve ser gradual e mais forte no segundo semestre do ano”, afirmou Sperendio.

“Alguns grandes clientes não renovaram o seguro, o que impactou na comparação ano contra ano, especialmente em janeiro e fevereiro”. Ele afirmou que em março a BB Seguridade já voltou a registrar um patamar de R$ 200 milhões em prêmios nessa linha e que espera uma recuperação mais forte no 2º semestre.

“Estamos reforçando tanto canais digitais próprios – e podemos alavancar bem a Ciclic – como também estamos conversando com alguns players. Ainda não podemos divulgar, mas essa tendência de plataformas de distribuição é do mercado como um todo e nós também temos de atuar dessa forma”.

VISÃO DO MERCADO

XP Investimentos 

A XP destaca que o lucro líquido veio abaixo das expectativas, versus R$ 1,113 bilhão das estimativas de consenso. O resultado foi impactado principalmente por: i) receita financeira, que ficou 57% abaixo na comparação anual, pressionada tanto pela política de menor taxa de juros quanto pela redução de capital via payout; e ii) Brasilseg, que apresentou resultado abaixo do esperado devido a maior sinistralidade.

Apesar do resultado abaixo, os analistas da XP acreditam que a empresa atenderá às expectativas de um alto rendimento de dividendos e tem um valuation atraente.

XP mantêm recomendação de compra e preço-alvo de R$ 35,00…

Deixe um comentário