Bom dia ADVFN - Feriados em Nova York e Reino Unido e no Brasil o risco de blecaute aumenta com crise hídrica

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  31 de Maio de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: semana marcada por feriados, os mercados globais permanecem próximos de suas máximas históricas. As ações asiáticas encerraram de forma mista e bolsas europeias operam em baixa.

Na Ásia, os mercados fecharam de forma mista. As bolsas da China continental fecharam em alta. O índice Shanghai composto subiu 0,41%, enquanto que o componente Shenzhen subiu 0,966%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,2%. No Japão, as vendas no varejo subiram 12% em abril em comparação com o mês anterior, segundo dados oficiais divulgados na segunda-feira. O índice Nikkei 225 recuou 0,99%, enquanto que o Topix recuou 1,26%. O Kospi, da Coreia do Sul, subiu 0,48%. O Japão teve um desempenho inferior em meio à preocupação com um estado de emergência estendido para conter o coronavírus, às vésperas das olimpíadas.

Na Europa, o índice Eurostoxx, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 economias europeias, subiu 0,57%. O setor de serviços financeiros subiu 1,3%, liderando os ganhos, em meio a altas de quase todos os setores e principais bolsas. O índice DAX, da Alemanha, fechou a semana anterior em patamar recorde. Nesta segunda, tem uma queda de cerca de 37 pontos, a 15.482, prejudicado pelo Deutsche Bank, cujas ações são negociadas em território negativo após reportagens afirmarem que o Federal Reserve está preocupado com as práticas contra lavagem de dinheiro implementadas pelo banco alemão. O CAC, da França, se mantém estável, assim como o FTSE MIB, da Itália. O FTSE 100, do Reino Unido, permanece fechado por conta de um feriado. Publicado nesta segunda, o relatório mais recente sobre perspectiva econômica da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) traz notícias positivas para a Zona do Euro. O relatório prevê recuperação econômica porém desigual.

Nos Estados Unidos A segunda-feira marca os feriados de “Memorial Day” nos EUA, o que mantém os mercados fechados. Os mercados globais permanecem perto de suas máximas históricas, impulsionados pela recuperação econômica e pelas injeções de estímulo. A alta até agora superou as preocupações de que as pressões de preços poderiam forçar uma redução antes do esperado no suporte do banco central. Mas os investidores continuam sensíveis ao risco, e o payroll desta semana pode prejudicar os mercados se mudar as percepções sobre a força da recuperação. Um relatório de índice de gerentes de compras na China mostrou que os custos de insumos para fabricantes saltaram para o maior nível em cerca de uma década.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CLM21) estão sendo negociados a US$ 67,03, com alta de 1,04%. O Brent (NYMEX:BZ) opera em alta de 0,97%, negociado a US$ 69,39.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 36.058,83 (+0,34%). O ouro (COMEX:GCM21) é negociado a US$ 1.906,85 por onça-troy (+0,08%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 5,28%, cotados a 1106 iuanes, equivalente hoje a US$ 173,58.

Coronavírus

O mundo registra 170.360.315 de casos de coronavírus e 3.541.881 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 96.954.279. Doses aplicadas: 62.377.782.

Brasil registrou 874 mortes causadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados no domingo (30). Com o registro, país chegou a um total de 461.931 vítimas fatais da doença. No balanço, também foram registrados 43.520 novos casos, totalizando 16.515.120 desde o início da pandemia no país.

São Paulo é o estado mais afetado pela Covid-19. Já são 111.304 mortes e 3.265.930 infectados. Minas Gerais aparece na sequência, com 40.452 vítimas e 1.569.774 contaminados. O terceiro estado com mais afetados pelo vírus é o Paraná, com 26.399 mortes e 1.092.180 registros.

Brasil

O presidente Jair Bolsonaro prometeu que respeitará a vontade de ianomâmis sobre o uso das suas terras indígenas durante visita a uma localidade na Amazônia, acompanhado de oficiais do Exército, na quinta-feira (27). Foi a primeira vez que Bolsonaro visita terras indígenas na Amazônia como chefe de Estado. “Senhores ianomâmis, nós respeitamos vocês, a vontade de vocês será feita. Vocês não querem mineração, não terá mineração”, afirmou o presidente, em vídeo compartilhado em seu perfil no Twitter. O presidente afirma que há “outros irmãos índios, em outros locais, dentro e fora da Amazônia, que desejam minerar a terra, que desejam cultivar a terra”, e que o governo também respeitará esse direito deles.

Poderes

Os senadores que compõem o grupo majoritário da CPI da Pandemia decidiram que vão alterar o cronograma da comissão para as próximas semanas, antecipando dois depoimentos que ainda não estavam com data acertada: a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e a fala de Luana Araújo, médica escalada para comandar uma secretaria dedicada à Covid-19 e cuja nomeação foi barrada pelo Palácio do Planalto. Eles devem ser chamados ainda em junho. A estratégia foi debatida no domingo, quando os integrantes do chamado G7 se reuniram de forma virtual.

Economia

A Receita Federal deposita hoje o primeiro lote de restituições do Imposto de Renda de 2021. O pagamento é feito na conta informada pelo contribuinte na declaração. Para saber se teve a declaração liberada é preciso acessar a página da Receita na internet ou por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”. Por estes mesmos canais, o contribuinte saberá se a sua restituição sairá no primeiro lote, se ainda está sendo processada ou se ainda existem pendências que impedem a restituição. Nesse caso, as correções podem ser feitas por meio de uma declaração retificadora. Prazo para entrega da declaração acaba nesta segunda-feira (31).

O Serviço Nacional de Meteorologia emitiu um alerta de emergência hídrica até setembro para a bacia do Paraná, que afeta as regiões Sudeste e Centro Oeste. A ONS pediu a 40 empresas detentores de usinas térmicas movidas a gás, óleo diesel, biomassa e carvão que informem, até segunda-feira, seus cronogramas de operação e manutenção ate dezembro. O assunto é sério, pois remete à crise do apagão em 2001. Racionamentos e falta de luz gerariam mais inflação e demora na retomada econômica do país. Especialistas rechaçam o risco iminente de racionamento, mas a conta da falta de chuvas já chegou ao bolso do consumidor. Na sexta-feira 28, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu adotar o patamar mais alto do seu sistema de bandeiras tarifárias. Agora em junho, vai passar a valer a bandeira vermelha patamar 2, com a cobrança adicional de R$ 6,243 a cada 100 quilowatts-hora (KWh).

Agenda Econômica

Os feriados de hoje em NY (Memorial Day) e no Reino Unido esvaziam a liquidez global.

🇬🇧 Reino Unido- Feriado Bancário
:us: EUA – Feriado do Dia do Memorial
🇧🇷 IPC-S semanal (08h00)
🇧🇷 Relatório Boletim Focus (08h25) :star:
:de: Índice de preços ao consumidor mensal e anual (09h00)
🇧🇷 Resultado primário do setor público consolidado mensal (09h30)
🇧🇷 Resultado nominal do setor público consolidado mensal (09h30)
🇧🇷 Relação dívida bruta e líquida / PIB mensal (09h30)
:jp: PMI industrial mensal (21h30)
:cn: PMI industrial Caixin mensal (22h45)
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou a sexta 28, em alta de 0,96% aos  125.561,37 pontos, na mínima o Ibovespa ficou em 124.284, e na máxima 125,697,58 pontos.

O Ibovespa encerrou o pregão em máxima histórica, impulsionado por alta nos papéis da Petrobras, após o banco norte-americano JP Morgan elevar a recomendação das ações da estatal para ‘overweight’ e estabelecer preço-alvo em R$ 35,50 ao final de 2021. Na semana, o índice brasileiro acumulou ganho de 2,4%.

Maiores altas do Ibovespa

PETR3: +5,78% a R$ 26,71
WEGE3: +4,85% a R$ 34,40
PETR4: +4,17% a R$ 26,99
LAME4: +3,46% a R$ 20,05
MGLU3: +3,37% a R$ 20,25

Maiores baixas do Ibovespa

SBSP3: -4,74% a R$ 39,96
AZUL4: -3,94% a R$ 42,86
IRBR3: -3,85% a R$ 6,00
GOLL4: -3,03% a R$ 26,59
EMBR3: -2,46% a R$ 17,43

Dólar    

dólar comercial: encerrou a sexta 28, em baixa de -0,82% sendo cotado a R$ 5,212 para venda e a R$ 5,212 para compra,encerrando a sessão no menor valor de fechamento desde 14 de janeiro, quando fechou em R$ 5,2070.

O ambiente doméstico positivo em meio à entrada de um fluxo estrangeiro, influenciou o dólar a perder valor para divisas pares e de países emergentes. Com isso, o dólar caminhou para encerrar a semana em queda, após duas altas semanais.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário