Eletromídia (ELMD3): prejuízo líquido de R$ 22,3 milhões no 1T21, avanço de 1.604%

LinkedIn

O prejuízo líquido atribuível aos sócios controladores da Eletromídia aumentou 1.604,3% no primeiro trimestre de 2020, para R$ 22,3 milhões.

A receita líquida nos três primeiros meses recuou 45,2%, para R$ 58 milhões.

O ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – atingiu montante negativo de R$ 12,9 milhões no trimestre, revertendo o resultado positivo de R$ 22,2 milhões apresentado no início de 2020.

Em termos ajustados, o Ebitda foi de -R$ 11,4 milhões, com a margem atingindo -19,8%.

Segundo a empresa, o recuo é reflexo, principalmente, do menor volume de vendas no período.

Também impactaram negativamente o resultado a postergação de datas comemorativas consideradas importantes para o mercado publicitário, como o Carnaval, e as restrições de deslocamento mais severas implementadas nas principais capitais do país em março.

“Os impactos negativos da covid-19 afetaram o nosso negócio ao longo de todo o primeiro trimestre de 2021, tendo um impacto mais acentuado no final do período devido às novas medidas de restrições de circulação nos ambientes que atuamos. Além disso, cabe ressaltar que o primeiro trimestre apresenta historicamente um menor volume de atividade econômica em nosso segmento de atuação”, explicou a empresa em relatório.

A rede de painéis da Eletromidia apresentou crescimento de 3% no trimestre quando comparado ao início do ano passado, totalizando 55 mil faces. As verticais de edifícios e ruas avançaram, respectivamente, 6,9% e 16,9% no período.

Os resultados da Eletromídia (BOV:ELMD3) referente suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 13/05/2021. Confira o Press Release completo!

Deixe um comentário