Sequoia adquire 100% das quotas do capital social da Plimor

LinkedIn

A Sequoia celebrou o Termo de Fechamento do Contrato de Compra e Venda de Quotas e Outras Avenças para aquisição de 100% das quotas do capital social da Plimor.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:SEQL3) na sexta-feira (14). Confira o documento na íntegra.

O Termo de Fechamento foi firmado após se tornar definitiva a decisão proferida pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica, que aprovou, sem restrições, a referida operação, além do cumprimento de condições precedentes.

O preço de aquisição a ser pago será de R$ 182,4 milhões, sendo 70,7% à vista e o restante em três parcelas, além de uma retenção de 8% do valor da transação pelo prazo de 5 anos.

Nosso plano de integração prevê sinergias operacionais, administrativas e expansão de regiões com as operações da Companhia. Dessa forma, o plano de integração nos possibilitará alcançar sinergias já em 2021, o que resultará num múltiplo da transação equivalente a 4,8x EBITDA pós sinergias.

Essa aquisição permitirá à Sequoia ampliar sua capacidade de atendimento, principalmente no sul do país, aumentando a capilaridade nos segmentos B2C e B2B.

Também, em linha com a estratégia da Companhia, 2 DOCS – 6 3 7 4 0 1v 2 a maior densidade nas rotas e estrutura operacional nas pontas proporcionará redução no lead time e mais agilidade nas entregas.

O plano de integração prevê sinergias operacionais e administrativas, além de reforçar o compromisso da Sequoia de seguir realizando investimentos e expandindo sua operação.

Prejuízo líquido de R$ 3,6 milhões no 1T21, alta de 48% por conta do aumento das despesas

Sequoia Logística, uma das maiores empresas operadoras logísticas de e-commerce e tecnologia do país, teve prejuízo líquido de R$ 3,68 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 48% frente o prejuízo de R$ 2,48 milhões do mesmo período do ano passado. A piora ocorreu principalmente por conta do aumento das despesas financeiras oriundas da consolidação dos contratos de aluguel das empresas adquiridas Direcional e Prime.

“O aumento do prejuízo deu-se principalmente pelo aumento das depreciações e das despesas financeiras, reflexo direto do aumento de contratos de aluguel alocados segundo o IFRS 16, provenientes das aquisições das controladas Direcional e Prime”, afirmou a empresa.

receita líquida saiu de R$ 165,3 milhões um ano antes para R$ 326,4 milhões, impulsionada por aquisições e crescimento do e-commerce.

Deixe um comentário