Airbnb e Vrbo estão se unindo para encerrar infratores que alugam casas para dar festas

LinkedIn

Airbnb e Vrbo, unidade de compartilhamento de casa da Expedia, estão se unindo para combater infratores recorrentes de “festas”.

As empresas anunciaram na sexta-feira (11) que estão desenvolvendo o Programa de Integridade da Comunidade, uma colaboração da indústria para compartilhar informações sobre listagens removidas e fortalecer a ação contra infratores reincidentes que reservam aluguéis apenas para dar festas nelas.

“Ambas as empresas trabalharam separadamente para enfrentar o desafio de casas de festas perturbadoras que são relatadas repetidamente. No entanto, o desafio persiste, já que os reincidentes podem ser retirados da lista por uma plataforma, apenas para aparecer em outra”, disseram as empresas em um comunicado conjunto.

“Os vizinhos não se importam se uma casa de festas está obtendo suas reservas por meio de alguma plataforma específica – eles só querem que as festas parem. É por isso que uma plataforma sozinha não pode resolver este problema – requer um esforço de todo o setor”, acrescentaram.

As empresas trabalharão com um intermediário terceirizado para desenvolver um processo para identificar listagens que foram banidas permanentemente de qualquer uma das plataformas devido a violações repetidas das respectivas políticas da comunidade. Essas informações estarão então disponíveis para cada empresa tomar medidas se as listagens aparecerem em outras plataformas.

Airbnb (NASDAQ:ABNB) e a Vrbo estão pedindo a outras empresas do setor de locação de curto prazo que participem do programa, que deve ser lançado nos Estados Unidos nos próximos meses.

As chamadas ‘casas para festas’ há muito são um problema para as locadoras de curta duração. O Airbnb, por exemplo, introduziu uma proibição global de casas para festas, que repetidamente causam incômodo nos bairros.

Porém, pela forma como essas empresas atuam, nem sempre é possível impedir que ocorram festas. Os hóspedes às vezes podem fazer o check-in em propriedades remotas enquanto o proprietário está fora e podem convidar quantas pessoas quiserem.

“A colaboração da indústria é um passo importante para reduzir as lacunas de fiscalização e priorizar a segurança das comunidades em que todos operamos. Este é o primeiro passo para construir uma base importante”, disseram as empresas.

O Airbnb também é negociado na B3 através da BDR (BOV:AIRB34).

Deixe um comentário