ClearSale pede registro para realizar um oferta inicial de ações

LinkedIn

A provedora de soluções antifraude digital ClearSale pediu registro para realizar um oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), em busca de recursos para financiar crescimento orgânico e via aquisições.

A empresa foi fundada em 2001, quando desenvolveu um projeto para mitigar a fraude em um grande e-commerce brasileiro, e teve na construção de sua base de dados a chave para seu negócio, tanto que, em 2006, passou a utilizar essas informações para criar um efeito de rede (base única) com objetivo de proteger todos os seus clientes, ainda que um possível ataque acontecesse em um só deles.

Com isso, a companhia criou em 2008 o Total ClearSale, produto que até hoje é considerado o carro-chefe da empresa. Nele, toda a árvore de decisão sobre aprovação ou reprovação de pedidos no e-commerce fica sob a responsabilidade da ClearSale, o que permite uma atuação mais efetiva no combate a fraudes, em um equilíbrio entre desenvolvimento de tecnologia e inteligência humana especializada.

No prospecto preliminar da operação, a ClearSale diz que no fim de março tinha mais de 4.800 clientes ativos em mais de 160 países, a partir de unidades de BrasilMéxico e Estados Unidos.

O documento também revela que a companhia teve receita líquida de 345,6 milhões de reais em 2020, alta de 66% sobre o ano anterior, com a margem Ebitda subindo de 22,2% para 28,4%.

A oferta, coordenada por Itaú BBABank of AmericaBTG Pactual e Santander, também servirá para que atuais acionistas da companhia, incluindo seu fundador e presidente, o ex-atleta olímpico Pedro Paulo Chiamulera, vendam uma fatia no negócio.

Chiamulera, que tem quase metade do capital da companhia, representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de 1992 e 1996, nos 110 e 400 metros com barreiras.

Além do comércio eletrônico, a ClearSale também se beneficiou da entrada em vigor do PIX, sistema instantâneo de pagamentos no Brasil, para o qual criou uma plataforma antifraude.

Informações Reuters

Deixe um comentário