Goldman Sachs acredita que com as recentes aquisições, a Magazine Luiza está formando ecossistema digital

LinkedIn

O Goldman Sachs afirmou, após as recentes aquisições, a Magazine Luiza (BOV:MGLU3), — foram mais de 20 empresas compradas nos últimos dois anos — está formando um ecossistema digital em torno da marca.

Há representantes de uma série de diferentes segmentos em comércio eletrônico, logística, fintech, anúncios digitais, criação de conteúdo e entrega de alimentos entre as empresas adquiridas nos últimos dois anos, por um total estimado de mais de R$ 1 bilhão.

“Embora possa ser muito cedo para avaliar totalmente o sucesso potencial desta estratégia, acreditamos que seja consistente com a ambição da empresa de construir um ecossistema digital mais completo para seus vendedores e usuários”, diz o relatório.

À medida que a Magalu fortalece gradualmente sua presença em categorias não essenciais e impulsiona tendências positivas no crescimento e envolvimento do usuário, experiência de realização e serviços de valor agregado para seus vendedores, o Goldman manteve a recomendação de compra da ação e o preço-alvo em R$ 25,00.

“Misturar crescimento orgânico e inorgânico não é novidade para Magalu. Os investidores que olharam para a empresa nos anos mais recentes muitas vezes sentem que ela mudou de um crescimento orgânico para um crescimento liderado por fusões e aquisições. No entanto, podemos argumentar que a companhia na verdade tem ampla experiência na aquisição e integração, uma vez que adquiriu uma série de varejistas com base em lojas regionais no Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil entre 2003 e 2005 e em 2010/2011”, diz o banco.

O Goldman Sachs acredita que a experiência de integração de diferentes culturas e sistemas pode ser valiosa para a empresa no contexto atual.

A Magalu continua apresentando um crescimento orgânico substancial, sendo assim o banco destaca que o crescimento liderado por fusões e aquisições superestima a contribuição dos negócios recentes para o crescimento geral: enquanto as aquisições maiores sem dúvida contribuíram tanto para o crescimento geral do GMV (vendas brutas) quanto para o crescimento incremental do GMV,

“Por exemplo, no terceiro trimestre de 2020 — um período em que a Netshoes (adquirida em junho de 2019) já estava totalmente incluída na base de comparação e a AiQFome provavelmente contribuiu apenas marginalmente (encerrada em 3 de setembro de 2020) — a Magalu registrou crescimento total de 148% das vendas brutas no comparativo anual (sendo alta de 81% para on-line mais a receita bruta das lojas físicas). Excluindo a AiQFome, estimamos que o crescimento do GMV teria sido de 147%”, diz o relatório.

Deixe um comentário