Goldman Sachs expande operação de mesa de trader para derivativos de Ether

LinkedIn

O banco de investimentos americano Goldman Sachs (NYSE:GS) está planejando oferecer produtos derivativos de Ether (ETH) nos próximos meses, preparando o cenário para uma adoção mais ampla da segunda maior criptomoeda e marcando um afastamento significativo da posição crítica da instituição sobre ativos digitais no passado.

Mathew McDermott, diretor-gerente de ativos digitais do Goldman, confirmou na segunda-feira que o banco de investimento está se expandindo para opções de Ether e futuros. Em uma entrevista à Bloomberg News, McDermott disse que a demanda institucional por criptomoedas continuará a crescer, apesar do recente surto de volatilidade do mercado:

“A adoção institucional vai continuar. […] Apesar da correção do preço do material, continuamos a ver uma quantidade significativa de interesse neste espaço. ”

McDermott fez referência a uma pesquisa com 850 instituições na semana passada, na qual quase 10% dos entrevistados disseram estar negociando criptomoedas e 20% estão interessados ​​em entrar no mercado.

Os fluxos institucionais de produtos Ether (COIN:ETHUSD) totalizaram quase US$ 1 bilhão somente neste ano, com ativos totais no valor de cerca de US$ 11,1 bilhões, de acordo com a CoinShares.

O Goldman lançou uma mesa de negociação de derivativos Bitcoin (BTC) limitada no início de maio. A nova unidade está incorporada à divisão de Moedas Globais e Mercados Emergentes do banco e é supervisionada pela unidade de ativos digitais de McDermott.

A adoção de ativos digitais pelo Goldman (BOV:GSGI34) vai muito além de suas mesas de trade. Conforme relatado pelo Cointelegraph, o banco liderou recentemente uma rodada de investimentos de US$ 15 milhões para a Coin Metrics, uma plataforma líder de inteligência em criptomoedas. McDermott disse que o Goldman está “procurando uma série de empresas diferentes que se encaixam em nossa direção estratégica”.

Deixe um comentário