Para o Goldman Sachs, volumes transportados pela Rumo reforçam as estimativas de semestre forte

LinkedIn

De acordo com o Goldman Sachs, os dados mensais de volumes transportados pela Rumo (BOV:RAIL3) reforçam as estimativas de um primeiro semestre forte.

O volume da Rumo avançou 7% no comparativo anual. Já a soma dos volumes totais de soja, farelo de soja, milho e açúcar cresceram 14%, enquanto a Rumo registrou avanço de 11% no comparativo anual. O relatório destaca que as exportações de soja no Brasil cresceram 16% em maio.

A alta dos preços de fretes de caminhão na rota Rondonópolis-Santos, de 11%, e de 19% em Sorriso-Mirituba, é um destaque, segundo o Goldman Sachs. Para os analistas João Frizo e Osmar Camilo, as altas possivelmente refletem a maior demanda por transporte e os preços mais elevados do diesel.

O Goldman pontua ainda os maiores cotações da soja e do milho em relação ao mês de maio de 2020. “Continuamos a ver espaço para um crescimento robusto nos próximos anos”, afirmam os analistas.

Goldman Sachs tem recomendação de compra com preço-alvo de R$ 25,00.

Deixe um comentário