2T21: Yum Brands tem recuperação das vendas e abriu 603 novos restaurantes durante o trimestre

LinkedIn

A Yum Brands, controladora de cadeias de fast-food KFC, Pizza Hut, Taco Bell e Wingstreet, divulgou na quinta-feira (29) ganhos e receitas trimestrais que superaram as previsões dos analistas, já que as vendas nas lojas cresceram em todas as suas principais marcas e abriu novos restaurantes em um ritmo recorde.

As ações da Yum (NYSE:YUM) negociadas na NYSE subiram cerca de 4,8% na manhã de quinta-feira para US$ 128,32, após atingir uma alta de 52 semanas.

A Yum Brands também é negociada na B3, através da BDR (BOV: YUMR34). A YUMR34 estava estável na quinta-feira, a um último preço de R$ 303,04 reais por ação. O máximo de 52 semanas é de R$ 334,40, e o mínimo é de R$ 243,00 reais.

Veja como a empresa se saiu no segundo trimestre encerrado em 30 de junho, em comparação com o que os analistas entrevistados pela Refinitiv estavam antecipando:

  • Lucro por ação: US$ 1,16 contra 96 ​​centavos esperados
  • Receita: US$ 1,6 bilhão contra US$ 1,48 bilhão esperado

Durante o segundo trimestre, a empresa informou um lucro líquido de US$ 391 milhões, ou US$ 1,29 por ação, em comparação com US$ 206 milhões, ou 67 centavos por ação, do ano anterior.

Excluindo os ganhos de franquia e outros itens, a Yum ganhou US$ 1,16 por ação, batendo os 96 centavos por ação esperados por analistas consultados pela Refinitiv.

A receita da empresa cresceu 34% em relação ao ano passado, para US$ 1,6 bilhão, e superou a receita esperada de US$ 1,48 bilhão. As vendas de lojas em todo o mundo cresceram 23% no trimestre. As vendas de lojas da Yum cresceram 4% em dois anos, mesmo com 1% de seus restaurantes fechados devido à pandemia no final do trimestre, disse o CEO David Gibbs.

A Yum disse que abriu 603 novos locais líquidos durante o trimestre e planeja acelerar o ritmo de sua expansão, restabelecendo suas metas de crescimento de longo prazo. A Yum disse que planeja aumentar o número de restaurantes que opera entre 4% e 5% no longo prazo, ante sua projeção anterior de crescimento de 4%.

As vendas das lojas do KFC cresceram 30% no trimestre, lideradas pelo crescimento nos Estados Unidos. Em dois anos, as vendas aumentaram 2%. As vendas internacionais das lojas do KFC caíram 1% no período de dois anos, uma vez que 2% das lojas KFC permaneceram temporariamente fechadas no final do segundo trimestre. As vendas nos Estados Unidos cresceram 19% em dois anos conforme as restrições da pandemia diminuíram e os clientes voltaram.

KFC abriu 428 novos locais líquidos em 62 países durante o segundo trimestre.

“Nosso sanduíche de frango teve um desempenho excepcionalmente bom e nos fornece uma plataforma sólida para impulsionar camadas adicionais de vendas no futuro”, disse Gibbs na teleconferência da empresa.

As vendas das lojas da Pizza Hut cresceram 10% neste trimestre. As vendas da marca cresceram 1% em dois anos. Apenas 2% de suas lojas ainda estavam temporariamente fechadas durante o trimestre. As vendas nnos EUA aumentaram 9% em uma base de dois anos, enquanto as vendas das lojas internacionais diminuíram 6%.

A entrega continuou a ser o principal fator de crescimento da marca, disse Gibbs.

As vendas do Taco Bell cresceram 21% no trimestre. Em uma base de dois anos, as vendas aumentaram 12%.

No mercado de trabalho apertado, a Taco Bell adoçou seus benefícios aos funcionários, oferecendo folga remunerada, refeições familiares gratuitas e aumento das atividades de desenvolvimento dos funcionários, de acordo com o diretor financeiro Chris Turner.

A empresa aumentou os preços de seus produtos moderadamente em todas as marcas dos EUA para compensar os custos e salários mais altos das commodities. Gibbs disse que a empresa está enfrentando mais pressões inflacionárias nos Estados Unidos do que em seus mercados internacionais.

“Estamos vendo pressões inflacionárias, principalmente nos Estados Unidos”, disse Gibbs. “Temos uma escala de compra maior do que a maioria dos participantes do setor … o que alavanca a compra de toda a marca, dá aos nossos franqueados custos vantajosos e capacidade de negociação do ponto de vista de sourcing”.

Deixe um comentário