Cogna firma parceria com a TIM para oferecer cursos 100% à distância

LinkedIn

A TIM e a Cogna anunciaram uma parceria. A TIM e Anhanguera Educacional Participações, subsidiária da Cogna, concluíram as negociações referentes a parceria estratégica com o objetivo de desenvolver ofertas combinadas com benefícios especiais visando o acesso à educação a distância através da plataforma Ampli.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:COGN3), na quarta-feira (07). Confira o comunicado na íntegra.
A Ampli é uma plataforma Edtech criada pela Cogna há aproximadamente 1 ano, com cursos de graduação, pós-graduação e cursos livres ligados a profissões do futuro.

“Esta é uma poderosa combinação que vai ampliar e incentivar o acesso a cursos universitários e livres a todos os clientes da TIM. Essa abordagem oferece grande potencial de geração de valor para ambas as empresas por meio do crescimento da base de clientes e aumento de receitas”, afirmou a tele em um fato relevante enviado ao mercado.

Segundo a TIM, a parceria se encaixa na estratégia de plataforma de clientes que vem sendo trabalhada desde 2020.

“Esta estratégia busca a monetização dos ativos que a TIM detém como operadora de telefonia móvel através de parcerias estratégicas que criem valor para nossos clientes e para a própria empresa”, destacou a TIM.

O acordo não cria uma joint venture e, portanto, a TIM mantém a independência de suas operações.

Por meio de um mecanismo de remuneração baseado em objetivos e a depender da evolução dos resultados da parceria, a TIM se tornará sócia minoritária da Anhanguera Educacional Participações em uma nova empresa, a Ampli Co, a ser criada como consequência da separação de ativos da plataforma Ampli.

A constituição e operação da Ampli Co será submetida pela Anhanguera Educacional às autoridades competentes, em especial ao Ministério da Educação.

A participação da TIM na Ampli Co pode atingir até 30% do seu capital e a subscrição das ações deverá ser previamente aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

No plano definido, há a expectativa de a Ampli Co buscar no futuro um IPO (Initial Public Offering).

Serviços educacionais digitais e de telecomunicações unidos

A Cogna destacou que a TIM lançará campanhas de marketing e oferecerá, a partir de seus canais de vendas, a oportunidade para que seus mais de 50 milhões de usuários possam contratar e realizar cursos 100% digitais no conceito mobile first, com oferta de 250 cursos de graduação e pós-graduação e mais de 400 cursos livres, flexíveis e com custo acessível, oferecidos pela Anhanguera Educacional sob a marca Ampli.

“Pela primeira vez, serviços educacionais digitais e de telecomunicações são unidos em uma só proposição”, afirmou a educacional.

Cogna (COGN3): prejuízo líquido de R$ 90,9 milhões no 1T21, queda de 132,5%

O grupo educacional Cogna registrou prejuízo líquido de R$ 90,975 milhões no primeiro trimestre de 2021, uma marca 132,5% pior que no mesmo período de 2020. No critério ajustado, houve lucro líquido de R$ 6,495 milhões, queda de 86,1% sobre os primeiros três meses do ano passado.

A Cogna alcançou o montante de R$ 1,262 bilhão em receita líquida nos primeiros três meses do ano, uma queda de 22,4% sobre o mesmo período de 2020. As provisões para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) foram de R$ 164,362 milhões, uma queda de 23,2% na comparação anual. As despesas operacionais somaram R$ 230,546 milhões, queda de 1,6% sobre o primeiro trimestre do ano passado.

O capex da Cogna no primeiro trimestre foi de R$ 51,6 milhões, uma queda de 43,9% na comparação anual, sendo que o investimento em expansão cresceu 69,1%, a R$ 46 milhões, sustentado pelo processo de reestruturação da Kroton. Somando os dois números, a queda nos investimentos foi de 18,1% sobre os primeiros três meses de 2020, alcançando 5,9% da receita líquida.

A geração de caixa operacional antes de capex da empresa foi de R$ 267,157 milhões no primeiro trimestre, favorecida pela maior arrecadação na Kroton, a um melhor comportamento de algumas linhas de capital de giro e a antecipação de recebíveis de cartão de crédito. O fluxo de caixa livre foi negativo em R$ 701,552 milhões, refletindo amortização parcial das debêntures

 

Comentários

  1. gilson carvalho diz:

    falem sobre totus. quando virão as bonificações em ações, por subscrição !

Deixe um comentário