A Capri Holdings, controladora da Versace e Michael Kors, elevou sua previsão de receita anual; ações disparam

LinkedIn

Capri Holdings (NYSE:CPRI), controladora da Michael Kors, aumentou na sexta-feira sua previsão de receita anual pela segunda vez este ano, depois de superar as estimativas de Wall Street para a receita do primeiro trimestre, com os compradores esbanjando em suas roupas e bolsas de alta qualidade.

A varejista de luxo, que já havia aumentado sua previsão no final de junho, espera uma receita total para o ano inteiro de cerca de US$ 5,3 bilhões. Os analistas esperavam receita de US$ 5,2 bilhões, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

As ações da empresa subiram 10,4% a partir das negociações da tarde de sexta-feira.

A Capri Holdings também é negociada na B3 através da BDR (BOV:CAPH34). As ações CAPH34 ficaram durante as negociações de sexta-feira, a um último preço de R$ 286,00 reais por ação.

Depois de resistir a uma queda provocada pela pandemia no ano passado, a indústria global de bens de luxo está apostando que os consumidores usarão suas economias recorde para comprar roupas mais sofisticadas, à medida que as vacinas permitem que os eventos sociais e festas sejam retomados.

Capri, no entanto, disse que sua previsão não leva em conta quaisquer fechamentos adicionais de lojas, extensões de fechamentos ou novas restrições governamentais que possam afetar ainda mais o tráfego e as tendências de vendas.

A receita subiu para US$ 1,25 bilhão no primeiro trimestre encerrado em 26 de junho de US$ 451 milhões um ano antes, disseram o proprietário da Versace e Jimmy Choo.

Os analistas esperavam em média US$ 1,12 bilhão, de acordo com dados do IBES da Refinitiv.

Deixe um comentário