Barclays interrompe pagamentos de cartão à Binance

LinkedIn

Clientes têm relatado que o Barclays, um banco universal multinacional britânico, tem bloqueado os pagamentos para a exchange de criptomoedas Binance na última semana. O gigante dos serviços financeiros confirmou aos titulares dos cartões que os pagamentos com cartão de débito/crédito do Barclays para a exchange de criptomoedas não serão permitidos até novo aviso.

Um dos cofundadores do painel de investimento em criptomoedas Wealth Kode, que atende por Lee no Twitter, postou uma notificação de texto do Barclays na segunda-feira (5) que dizia:

“Como você fez um pagamento à Binance este ano, gostaríamos de informá-lo de que suspenderemos os pagamentos feitos por cartão de crédito/débito para eles até novo aviso. Isso ajudará a manter seu dinheiro seguro. Para obter mais informações, pesquise FCA Binance online. Pedimos desculpas por qualquer disrupção o que isso possa causar.”

Junto com uma linguagem provocativa imprópria para mostrar aqui, o Sr. Lee acrescentou: “Acho que você vai perder um cliente aqui. Você não pode me dizer onde posso gastar meu dinheiro.” Ele não foi o único cliente insatisfeito do Barclays e Binance acessando o Twitter para expressar sua frustração esta semana.

Para obter mais informações sobre Binance e investimentos em criptoativos em geral, visite (o site da FCA). Lamentamos por qualquer disrupção que isso possa causar a você. 2/3

– Ajuda do Barclays UK (@BarclaysUKHelp) 5 de julho de 2021

O Barclays está em modo de controle de danos no Twitter, enquanto clientes insatisfeitos dão feedback negativo sobre a nova política. O gerente de contas de mídia social do banco está encaminhando os usuários da Binance à Autoridade de Conduta Financeira do site do Reino Unido para “mais informações sobre a Binance e o investimento em criptoativos em geral”.

Em 26 de junho, a FCA alertou os consumidores que a Binance Markets Limited não poderá mais se envolver em quaisquer serviços financeiros regulamentados no Reino Unido. A autoridade reguladora britânica também deu algumas orientações gerais sobre o investimento em criptomoedas:

“Desconfie de anúncios on-line e nas mídias sociais que prometem altos retornos sobre investimentos em criptoativos ou produtos relacionados a criptoativos… Embora não regulemos criptoativos como Bitcoin ou Ether, regulamos certos derivados de criptoativos (como contratos futuros, contratos para diferenças e opções), bem como aqueles criptoativos que consideraríamos ‘títulos’ – obtenha mais informações.”

A Binance, no entanto, esclareceu aos usuários em uma declaração em 1º de julho, que a BML é uma empresa separada e uma entidade legal, e que a liminar da FCA não excluiu a Binance.com de conduzir negócios com residentes do Reino Unido.

Os avisos da FCA também assustaram outros bancos do Reino Unido. Os bancos britânicos Monzo e Starling também começaram a bloquear pagamentos para Binance e outras exchanges de criptomoedas.

Os embargos da FCA e do Barclays à atividade da Binance no Reino Unido são as mais recentes em uma série de ações regulatórias tomadas contra o mercado de liquidez do fundador Changpeng Zhou.

A exchange de criptomoedas também enfrentou novos obstáculos regulatórios recentemente na Tailândia, nas Ilhas Cayman, no Canadá, no Japão e nos Estados Unidos. A Binance Coin (BNB) estava sendo negociada um pouco menos de US$ 300 no momento da publicação, cerca de 24% abaixo nos últimos 30 dias.

Por Cointelegraph

Deixe um comentário