Biomm aprova aumento do seu capital social no valor aproximado de R$ 1,2 milhão mediante a subscrição privada de 54.064 novas ações

LinkedIn

A Biomm aprovou aumento do seu capital social no valor aproximado de R$ 1,249 milhão, mediante a subscrição privada de 54.064 novas ações, em decorrência do exercício, por determinados beneficiários, de suas respectivas opções de compra de ações, outorgadas no âmbito do Plano de Opção de Compra de Ações da Biomm aprovado em abril de 2018.

O comunicado foi feito pela companhia  (BOV:BIOM3), nesta quinta-feira (01). Confira o documento na íntegra.

O novo capital social da Biomm passa a ser de R$ 497.725.108,72.

Prejuízo consolidado de R$ 70,7 milhões em 2020, alta de 27%

A Biomm, pioneira no setor de biomedicamentos no Brasil, reportou um prejuízo consolidado no ano de 2020 de R$ 70,767 milhões, alta de 27% sobre o prejuízo de 2019 de R$ 55,812 milhões.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A empresa registrou crescimento de 5,5 vezes da sua receita líquida, alcançando a marca de R$ 58,6 milhões em 2020, ante R﹩ 8,9 milhões em 2019, em seu primeiro ano completo de vendas. 

Segundo a companhia, esse expressivo aumento se deve ao início da comercialização de medicamentos a partir de novembro de 2019, com o início das vendas do Herzuma, medicamento oncológico usado no tratamento do câncer de mama.

Deixe um comentário