BIT Mining arrecada US$ 50 milhões para financiar operações de mineração no estrangeiro

LinkedIn

A BIT Mining, mineradora chinesa de bitcoin (BTC), arrecadou US$ 50 milhões em uma oferta de capital privado conforme garante seus planos B após as ordens de suspensão na China.

Em um anúncio nesta terça-feira (13), a empresa listada na Bolsa de Nova York (NYSE:BTCM), disse que entrou em um acordo de aquisição com investidores institucionais e qualificados para a emissão.

BIT Mining, sediada em Shenzhen e anteriormente conhecida como 500.com, afirmou ter planos de usar os lucros líquidos para “adquirir mais máquinas de mineração, construir novos centros de dados no exterior, expandir sua infraestrutura e melhorar sua posição de capital circulante”.

A arrecadação privada de US$ 50 milhões acontece em menos de um mês após suas fazendas de mineração de bitcoin na província chinesa de Sichuan terem sido forçadas a suspenderem suas operações por conta do corte no fornecimento de energia pelo governo local.

Por meio de uma subsidiária em Hong Kong, chamada Loto Interactive (HKEX:8198.HK), BIT Mining possuía três fazendas de mineração de bitcoin: duas estavam operando até 22 de junho e uma terceira estaria funcionando em junho.

As instalações, que agora estão de portas fechadas, tinham uma capacidade de 400 megawatts.

BIT Mining já enviou o primeiro lote de seus próprios equipamentos ao país vizinho: Cazaquistão.

The9City, de Shanghai, também firmou um acordo com a fornecedora de colocação BitRiver para reservar 15 megawatts de capacidade de mineração.

Rivais americanas e seu baixo desempenho

Operações comerciais à parte, fazendas chinesas de mineração de bitcoin listadas na bolsa americana também viram o preço de suas ações serem afetadas pela recente mudança nas políticas da China.

A China havia revelado sua iniciativa de repressão ao setor de mineração de bitcoin em 21 de maio.

Desde então, os preços das ações da BIT Mining, BIT Digital e The9 City caíram em 43%, 37% e 10%, respectivamente, com base em dados no painel do The Block.

BIT Digital ainda não informou a seus shareholders sobre o que planeja fazer com as mais de 32 mil máquinas de mineração de bitcoin com chips de circuitos integrados de aplicação específica (ASICs) que havia implementado na China, que totalizavam 80% de todas as suas operações.

Por outro lado, os desempenhos de grandes empresas americanas de mineração de bitcoin, como Riot Blockchain (RIOT) e Marathon Patent Group (MARA), passaram por um aumento durante o mesmo período.

Deixe um comentário