Bom dia ADVFN - Noticiário político e alta do petróleo no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  06 de Julho de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: disparada do petróleo mantém mercados globais próximos da estabilidade, com os investidores absorvendo a nova escalada no preço do petróleo bruto após um colapso nas negociações de oferta dos países membros da OPEP +.

Na Ásia, os mercados fecharam sem direção definida. O Nikkei, do Japão, registrou alta de 0,16%; Na Coreia do Sul, o Kospi subiu 0,36%; na China continental, o Shanghai composto recuou 0,11%; em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,2%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, se mantém estável. O setor automobilístico perde 0,9%, enquanto que ações de lazer sobem 0,7%. Dados oficiais indicam que os pedidos industriais na Alemanha caíram inesperadamente 3,7% em maio, o maior recuo desde as primeiras medidas de lockdown por conta da pandemia de Covid em 2020. A estimativa de economistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters era de alta de 1%, após uma alta revisada de 1,2% em abril.

Nos Estados Unidosos índices futuros americanos se mantêm estáveis nesta terça, que marca a volta do feriado do Dia da Independência. O barril de petróleo WTI (West Texas Intermediate) superou a marca dos US$ 76, após a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e seus parceiros, um grupo conhecido como Opep+, adiarem sua decisão sobre política de produção de petróleo cru. O adiamento ocorreu após os Emirados Árabes Unidos rejeitarem, em um segundo dia de reunião, a proposta de expandir a produção de petróleo. As negociações foram adiadas indefinidamente. Investidores aguardam pela divulgação das minutas da reunião de junho do Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês), do Federal Reserve, em busca de sinais sobre as discussões sobre quando o banco central americano atenuará sua política expansionista.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CLM21) estão sendo negociados a US$ 75,89, com alta de 0,97%. O Brent (NYMEX:BZ) opera em baixa de 0,23%, negociado a US$ 76,98.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 33.947,82 (-1,23%). O ouro (COMEX:GCM21) é negociado a US$ 1.814,35 por onça-troy (+1,74%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 2,84%, cotados a 1231 iuanes, equivalente hoje a US$ 190,39 (nas últimas 24 horas).

Coronavírus

O mundo registra 184.015.446 de casos de coronavírus e 3.980.350 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 129.503.836. Doses aplicadas: 98.666.287.

Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu ontem (5) a inclusão de vacinas contra a covid-19 em planos de saúde. A alternativa, acrescentou o titular da pasta, dependeria de aprovação pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Queiroga ressaltou que essa possibilidade poderá ocorrer apenas quando houver vacinas disponíveis para as operadoras de plano de saúde. E uma alternativa para o momento atual, em que apenas os governos podem comprar os imunizantes, é o ressarcimento ao SUS pelos planos de saúde. “Se houver um cenário em que as vacinas possam ser adquiridas pela iniciativa privada, aí eles vão ao plano. No momento atual, é impossível ter vacinas pela iniciativa privada, então os beneficiados da saúde suplementar podem tomar vacina no PNI como todos os brasileiros e as operadoras vão ressarcir ao Sistema Único de Saúde”, disse Queiroga, em entrevista a jornalistas em Brasília.Queiroga lembrou que os planos de saúde são utilizados por 48 milhões de brasileiros para ter assistência à saúde. E a vacinação faz parte da atenção primária, uma das modalidades de assistência à saúde fornecida tanto pelo Estado quanto por instituições privada.

Poderes

O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que prorroga por mais três meses o auxílio emergencial destinado à população de baixa renda, informou na segunda-feira a assessoria de comunicação da Secretaria-Geral da Presidência da República. O presidente explicou, em vídeo publicado no Facebook, que o auxílio será pago de agosto a outubro. Em novembro, segundo o ministro da Cidadania, João Roma, deve entrar em vigor um novo programa social do governo em substituição ao Bolsa Família. O pagamento da prorrogação do auxílio será efetivado por meio de uma medida provisória, que abrirá crédito extraordinário em favor do Ministério da Cidadania.

Na segunda-feira (5), a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou uma proposta que dobra, enquanto durar a pandemia, o valor de três benefícios pagos pelo Programa Bolsa Família. Com o Projeto de Lei 681/20, o benefício básico, destinado a unidades familiares em situação de extrema pobreza, passará dos atuais R$ 89 para R$ 178. O benefício variável também aumentará. Se há gestantes, nutrizes, crianças entre 0 e 12 anos ou adolescentes até 15 anos, passará de R$ 41 para R$ 82, sendo pago até o limite de cinco por família (R$ 410). Em caso de adolescentes entre 16 e 17 anos, passará de R$ 48 para R$ 96, mantido o limite de dois (R$ 192).

A CPI da Pandemia inicia hoje sua décima semana de trabalhos e vai ouvir, a partir das 9h, a servidora Regina Célia Silva Oliveira, fiscal de contratos no Ministério da Saúde.

Economia

A Petrobras anunciou ontem (5) que vai aumentar os preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha (GLP) a partir do dia 6. Segundo a estatal, os reajustes acompanham a elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo e derivados.  Para a gasolina, o aumento médio será de R$ 0,16 (6,3%), fazendo com que o litro do combustível saia de R$ 2,53 e chegue a R$ 2,69 nas refinarias da estatal. Já o diesel terá um reajuste médio de R$ 0,10 (3,7%) por litro, que passará custar R$ 2,81 nas refinarias da Petrobras. A estatal anunciou ainda que o preço médio de venda do GLP para as distribuidoras passará a ser de R$ 3,60 por kg, refletindo um aumento médio de R$ 0,20 por kg.

Agenda Econômica

🇪🇺 Variação das vendas no varejo mensal e anual (06h00)
🇩🇪 Índice ZEW de percepção econômica mensal (06h00)
🇪🇺 Índice ZEW de percepção econômica mensal (06h00)
🇺🇸 PMI composto e de serviço mensal (10h45)⭐️
🇺🇸 PMI ISM não-manufatura mensal (11h00) ⭐️

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou o dia queda de -0,55% aos  126.920,05 pontos, na mínima o Ibovespa ficou em 126.531,07 e na máxima 127.632,71 pontos. O volume financeiro somou R$ 17,2 bilhões.

O Ibovespa fechou com o foco dos investidores voltado ao risco de instabilidade política no país em dia de menor liquidez nos mercados globais, que teve bolsas fechadas nos EUA em função do feriado da Independência do país.

Maiores altas do Ibovespa

ABEV3: +2,93% a R$ 17,94
CPLE6: +1,84% a R$ 6,08
BRKM5: +1,77% a R$ 61,06
CCRO3: +1,64% a R$ 13,64
CSAN3: +1,47% a R$ 24,79

Maiores baixas do Ibovespa

LWSA3: -2,72% a R$ 26,07
BBDC4: -2,08% a R$ 25,01
TOTS3: -1,74% a R$ 37,23
PCAR3: -1,71% a R$ 38,54
B3SA3: -1,58% a R$ 16,16

Especial ADVFN –  Carteira Recomendada Julho/2021

Dólar    

dólar comercial: encerrou o dia em alta de 0,68% sendo cotado a R$ 5,088 venda e a R$ 5,087 para compra, exibindo volatilidade, em uma sessão de baixa liquidez em função do feriado nos Estados Unidos, além de acompanhar o desempenho negativo das moedas de países emergentes.

Aqui, o cenário político alimentou o ambiente de cautela após uma pesquisa mostrar aumento da rejeição do governo de Jair Bolsonaro e notícias do envolvimento do presidente em esquemas de “rachadinha”.

Juros

O DI para janeiro de 2022 subiu sete pontos-base, a 5,73%, o DI para janeiro de 2023 teve alta de 11 pontos-base a 7,16%, o DI para janeiro de 2025 avançou nove pontos-base, a 8,22% e o DI para janeiro de 2027 registrou variação positiva de sete pontos-base a 8,66%.

Ifix   

O índice fechou a sessão em queda de 0,17%, aos 2.755,59 pontos.  A mínima para o dia foi de 2.753,07 pontos, enquanto a máxima bateu em 2.765,16 pontos. Em 2021, o IFIX acumula uma desvalorização de 3,61%. A movimentação financeira foi de R$ 157,37 milhões.

** Aqui estão todas as carteiras de Fundos Imobiliários para o mês de julho de 2021 **

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário