Bradespar aprova o pagamento de dividendos extraordinários no valor de R$ 600 milhões

LinkedIn

O Conselho de Administração da Bradespar aprovou a proposta da diretoria para pagamento de dividendos extraordinários.

O fato relevante foi feito pela companhia (BOV:BRAP3) (BOV:BRAP4), nesta segunda-feira (12). Confira o comunicado na íntegra.

O valor é de R$ 600 milhões, sendo: R$ 323.500.000,00 utilizando parte do saldo da conta Reservas de Lucros – Estatutária e  R$ 276.500.000,00 a serem computados no cálculo dos dividendos obrigatórios do exercício de 2021 previstos no Estatuto Social.

Serão pagos aos acionistas R$ 1,618907527 por ação ordinária e R$ 1,780798280 por ação preferencial.

Terá direito quem tiver ações da companhia em 15 de julho de 2021. As ações passam a ser negociadas “ex-dividendos” a partir de 16 de julho de 2021.

Esses dividendos serão pagos em 26.7.2021.

A empresa pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 12 de agosto.

Bradespar (BRAP4): lucro líquido de R$ 1,7 bilhão, melhor resultado em um primeiro trimestre da história

Bradespar, holding que detém participação na Vale, encerrou o primeiro trimestre com lucro de R$ 1,7 bilhão, bem acima dos R$ 53,8 milhões registrados no mesmo período de 2020.

A Bradespar tem sua receita operacional originada do resultado de equivalência patrimonial, dividendos e juros sobre capital próprio da Vale.

receita líquida chegou a R$ 1,74 bilhão, o melhor resultado apresentado em um primeiro trimestre da companhia, diz a administração da Bradespar em relatório.

“Cumpre destacar que a Vale, no mesmo período, reportou Ebitda ajustado de US$ 8,47 bilhões, com ênfase para a área de minerais ferrosos, principalmente, por maiores preços realizados das commodities, que, inclusive, compensaram volumes sazonalmente menores”, destaca a Bradespar.

O resultado financeiro ficou positivo em R$ 2,9 milhões, decorrente de aplicações financeiras e de remuneração sobre impostos a recuperar.

Deixe um comentário