Walgreens relata lucro líquido de US$ 1,20 bilhão (US$ 1,38 por ação) no 3º trimestre

LinkedIn

A Walgreens Boots Alliance (NASDAQ:WBA) elevou suas perspectivas para o ano e divulgou seus planos de recuperação na quinta-feira (01), após um terceiro trimestre fiscal mais forte do que o esperado.

A rede de drogarias disse que agora antecipa um crescimento de cerca de 10% no lucro por ação ajustado em moeda constante de operações contínuas, depois de obter mais clareza sobre o impacto financeiro das vacinas da Covid-19.

A empresa está passando por uma reviravolta liderada por seu novo CEO Roz Brewer, o ex-diretor de operações da Starbucks. Na quinta-feira, a empresa disse que impulsionaria o crescimento transformando lojas em destinos de saúde de bairro, acelerando seu foco no digital, adicionando maneiras de personalizar sua oferta de varejo para os clientes e intensificando sua gestão de custos.

“Os resultados deste trimestre demonstram um impulso contínuo e, embora os desafios estejam à frente, estamos em uma posição forte para crescer e inovar nossos negócios principais de varejo e farmácia para o futuro”, disse Brewer em um comunicado à imprensa.

Resultados, em comparação com o que os analistas esperavam para o terceiro trimestre encerrado em 31 de maio, com base nos dados da Refinitiv:

  • Lucro por ação: US$ 1,51 ajustado contra US$ 1,17 esperado
  • Receita: US$ 34,03 bilhões contra US$ 33,76 bilhões esperados

No trimestre, a Walgreens registrou lucro líquido de US$ 1,20 bilhão, ou US$ 1,38 por ação, em comparação com um prejuízo líquido de US$ 1,71 bilhão, ou US$ 1,95 por ação, um ano antes.

Excluindo os itens, a empresa ganhou US$ 1,51 por ação, acima dos US$ 1,17 esperados por analistas consultados pela Refinitiv.

A receita aumentou para US$ 34,03 bilhões, de US$ 30,36 bilhões um ano antes, ultrapassando os US$ 33,76 bilhões que os analistas esperavam.

No fechamento da quarta-feira, as ações da Walgreens subiram cerca de 32% neste ano. As ações fecharam a quarta-feira com alta de 1,19%, para US$ 52,61. O valor de mercado da empresa é de US$ 45,48 bilhões. No pré-mercado de quinta-feira, as ações subiram cerca de 3%.

O Walgreens também é negociado na B3 através da BDR (BOV:WGBA34).

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters

Deixe um comentário