Exchange Foxbit entra na onda da tokenização e anuncia o Foxbit Tokens, estreia será com precatório que pode render 20%

LinkedIn

A Foxbit, uma das principais exchanges de criptomoeda do Brasil, anunciou sua entrada oficial no mercado de tokenização, por meio do lançamento da Foxbit Tokens, unidade de negócios que desenvolve ativos digitais com lastro em ativos reais.

Segundo um comunicado da empresa encaminhado ao Cointelegraph, o Foxbit Tokens chega para disponibilizar aos clientes e investidores opções de rentabilidade com risco controlado, como, por exemplo, lastro em dívida do Governo (Precatórios).

O primeiro token será um precatório a ser comercializado pela Foxbit, o FTPC-34645 e já está disponível para compra com prazo estimado para pagamento em 20 meses e rentabilidade conservadora estimada de 20% no período completo de 20 meses.

Segundo a empresa, essa rentabilidade supera CDI(Selic) que tem 8,90% de retorno no mesmo período e poupança que tem uma rentabilidade de 6,20% no período entre outros títulos de renda fixa.

Uma outra grande vantagem que a Foxbit disponibiliza no produto é a possibilidade de liquidez antes do prazo de vencimento do precatório. Caso a pessoa que adquiriu o token, desistir do ativo e quiser vender, a partir de outubro/2021, a Foxbit garante a recompra do produto.

“O Foxbit Tokens vai simplificar e proporcionar diversificação aos nossos clientes. Estamos olhando uma vasta gama de oportunidades em tokens, e vamos fazer isso de um jeito acessível a qualquer pessoa. É apenas o início de um mercado completamente novo, e podemos inovar com muita velocidade, aguardo ansiosamente o feedback dos nossos clientes”, revela João Canhada, CEO da Foxbit.

O primeiro lote de precatórios está disponível para compra na plataforma da Foxbit e pode ser comprado a partir de R$100/token, tornando os ativos acessíveis a qualquer pessoa.

Impostos

Recentemente a Foxbit anunciou uma parceria com a startup Bolsapp para que os usuários possam consultar seus rendimentos e gerar guias de pagamentos de impostos.

A parceria deve permitir que os clientes da exchange integrem suas contas ao app, que oferece uma calculadora de rendimentos e de pagamentos de tributos sobre a renda, emitindo o documento de pagamento da Receita Federal do Brasil conhecido como DARF.

O Bolsapp já informa em seu site que tipo de tributação incide sobre os ganhos com criptomoedas no Brasil, segundo resolução da Receita Federal:

“Os ganhos com a venda de criptomoedas que tenham um total maior que R$ 35.000,00 ao mês) serão tributados conforme as regras de ganho de capital, até o fim do mês seguinte ao mês em que a ganho foi realizado”

A Foxbit também tem investido no mercado institucional no Brasil e lançou um braço empresarial, a Foxbit Invest, dedicado a grandes investidores e empresas que buscam entrar no criptomercado.

Em maio de 2021, a exchange brasileira com 750 mil clientes passou a oferecer empréstimos com garantia em Bitcoin, seguindo as regras do Banco Central.

Por Cassio Gusson

Deixe um comentário