Gerdau anuncia um plano de investimento de R$ 6 bilhões em Minas Gerais nos próximos 5 anos

LinkedIn

A Gerdau anuncia um plano de investimento de R$ 6 bilhões em Minas Gerais nos próximos cinco anos, para modernização, atualização tecnológica e ampliação de suas operações locais.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:GGBR3) (BOV:GGBR4) nesta sexta-feira (06). Confira o documento na íntegra.

O aporte reforça o compromisso da empresa com o desenvolvimento sustentável, econômico e social do estado e gerará mais de 6 mil novos postos de trabalho diretos e indiretos. Os investimentos estão divididos em três eixos: crescimento, atualização tecnológica e diversificação, tendo o aprimoramento das práticas ambientais como premissa transversal ao programa anunciado.

Trata-se de um plano que contemplará todas as regiões onde a Gerdau possui atuação, beneficiando dezenas de municípios mineiros, em atividades de produção de aço, mineração, produção de energia renovável e a atividade de florestas plantadas.

Dois importantes investimentos na ampliação da produção de aço ocorrerão em Ouro Branco (MG), onde a empresa possui sua principal usina produtora. A unidade terá a capacidade anual de produção de bobinas a quente ampliada em 250 mil toneladas/ano, com o início da produção previsto para início de 2024.

Além disso, estamos ampliando a produção de perfis estruturais em 500 mil toneladas/ano, dobrando a atual capacidade, e com início da produção projetado para 2025.

Gerdau (GGBR4): lucro líquido de R$ 2,4 bilhões no 1T21, alta de mais de 1000% beneficiado pela alta do aço e câmbio

A siderúrgica Gerdau apresentou lucro líquido de R$ 3,93 bilhões no segundo trimestre deste ano. O valor foi 1.149% superior ao que a lucro da companhia no mesmo período de 2020, que foi R$ 315,32 milhões. No semestre, o lucro da Gerdau chegou a R$ 6,4 bilhões, alta de 1.092%. Os resultados foram divulgados nesta quarta-feira pela companhia.

Já o lucro líquido consolidado ajustado de R$ 3,37 bilhões no segundo trimestre, um forte aumento de 1.666% em relação ao mesmo período de 2020, quando totalizou R$ 191 milhões. O número representou um recorde trimestral histórico da companhia.

receita líquida ficou em R$ 19,130 bilhões no segundo trimestre de 2021, ante R$ 8,745 bilhões entre abril a junho de 2020 (alta de 119%). O avanço em relação ao primeiro trimestre, quando ficou em R$ 16,343 bilhões, foi de 17%.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação – ajustado atingiu R$ 5,897 bilhões entre abril e junho deste ano, um avanço de 348% ante o mesmo período de 2020. Em relação ao trimestre imediatamente anterior, a alta foi de 37%.

Deixe um comentário