Jalles Machado (JALL3): lucro líquido de R$ 115,7 milhões no 1T22

LinkedIn

A Jalles Machado, maior exportadora mundial de açúcar orgânico e uma das maiores produtoras de açúcar e etanol da região Centro‐Oeste, terminou o primeiro trimestre da safra 2021/22 com lucro líquido contábil de R$ 115,7 milhões, revertendo prejuízo de R$ 16,9 milhões em igual período da temporada anterior. O lucro caixa subiu 346% na mesma comparação, para R$ 93,8 milhões. Isso se deve à melhora nos preços de açúcar e etanol, e também ao aumento de 50,8% na comercialização de ATR, segundo comunicado.

A receita líquida cresceu 86,8%, para R$ 378,5 milhões, impulsionada pela aceleração das vendas de etanol. Com os preços elevados do biocombustível, a companhia antecipou vendas que costumavam ser feitas apenas na entressafra.

ebitda – lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado para os 12 meses anteriores, que ficou em R$ 909,6 milhões, aumento anual de 37,7%. “Devido às sazonalidades do negócio, considerando, por exemplo, períodos de maior estocagem, recomenda-se sempre a análise do Ebitda dos últimos 12 meses”, afirma nota da empresa. A receita líquida teve avanço anual de 86,8% no trimestre, para R$ 378,5 milhões.

A Jalles Machado processou 2,11 milhões de toneladas de cana-de-açúcar no trimestre, 16,5% a mais do que no primeiro trimestre da safra anterior e maior volume já registrado para um primeiro trimestre na história da companhia.

A produção de açúcar subiu 21,7% na mesma comparação, para 100,9 mil toneladas. O açúcar orgânico, especialidade da empresa, representou 25,5 mil toneladas (avanço anual de 12,3%), o branco, 73,6 mil toneladas (+35,2%) e o VHP, que costuma ser destinado à exportação, 1,8 mil toneladas (-68,9%).

O etanol produzido somou 90,2 milhões de litros, aumento anual de 20,8%. A produção do biocombustível anidro caiu 46,5% no período, para 10,1 milhões de litros, enquanto a do hidratado/orgânico cresceu 43,6%, a 80,0 milhões de litros.

O mix ficou praticamente estável no trimestre, em 57,0% para etanol e 43,0% para o açúcar, ante 57,4% e 42,6%, respectivamente, no mesmo período de 2020.

As vendas de saneantes cresceram 1,4% em volume no trimestre, aproveitando a alta de 17,5% no preço das caixas.

A companhia também obteve R$ 1,2 milhão em receita com a venda de 40,7 mil Créditos de Descarbonização (CBios).

A alavancagem da empresa caiu de 1,3 vez no fim de junho de 2020 para 0,1 vez neste trimestre em decorrência da geração de Fluxo de Caixa Livre e da entrada de recursos com a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Fixações

Em 30 de junho de 2021, a Jalles Machado tinha fixado 80,0% da safra 2021/22 de açúcar, a preço médio de R$ 1.569/tonelada. Para a temporada seguinte, a fixação estava em 91,0%, a, em média, R$ 1.680 a tonelada. Já para a safra 2023/24, que começa em abril de 2023, a empresa havia fixado 64,0% do açúcar, a R$ 1.895/tonelada.

Quebra de safra

Em relação à possibilidade de quebra de safra que tem sido comentada pelos agentes do mercado ao longo dos últimos meses devido ao menor regime de chuvas e geadas na região centro‐sul, estamos tranquilos em afirmar que, devido à capacidade de irrigação, que cobre 56,7% do total da área, e ao bom regime de chuvas, os canaviais da Jalles Machado não foram afetados.

Teleconferência

A Jalles Machado continua com a intenção de concluir um processo de fusão e aquisição (M&A, na sigla em inglês) até o fim da atual safra de cana-de-açúcar, que vai até março do ano que vem, afirmou o diretor Financeiro e de Relações com Investidores da empresa, Rodrigo Penna de Siqueira. “Não podemos falar muito sobre esse assunto, mas ele tem avançado e continuamos com mesmo cronograma de concluir durante a safra atual”, afirmou o executivo durante teleconferência com analistas e investidores para apresentar os resultados trimestrais da companhia nesta terça-feira (17). “Esse continua sendo o nosso cronograma e tem avançado; ainda é estratégia para a companhia.”

A empresa pretende adquirir uma usina, que seria a terceira do grupo, com parte dos recursos da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). O restante dos recursos será utilizado para ampliar a moagem de cana-de-açúcar nas plantas que já pertencem à empresa.

O executivo também falou sobre investimento em biogás, que será injetado na caldeira das usinas – o investimento em biogás para esse fim é menor do que para outras finalidades, como a produção de biometano que substituiria o óleo diesel. Com o biogás, o executivo acredita que a empresa poderá exportar 22 GW por ano a mais de energia “numa visão conservadora”.

Contêineres

A falta de contêineres que prejudicou a exportação de açúcar orgânico da Jalles Machado no primeiro trimestre da safra 2021/22 deve continuar neste mês e no próximo, segundo estimativa de Rodrigo Penna de Siqueira. “Deve continuar complicado neste mês de agosto e em setembro, para só depois melhorar”, disse ele. “Esse é o panorama da área comercial.”

O balanço da companhia, divulgado na noite de segunda-feira (16), mostrou que a comercialização de açúcar orgânico no trimestre encerrado em junho foi 20,1% menor do que um ano antes, ficando em 12,7 mil toneladas. O executivo admitiu que o volume ficou “um pouco abaixo da expectativa”.

Cenário de preços

Para Rodrigo Penna de Siqueira, o cenário de preços de açúcar e etanol deve ser “bastante construtivo” em decorrência da quebra de safra no Brasil e da antecipação do aumento da mistura do etanol à gasolina na Índia. “As projeções são de déficit de açúcar para os próximos dois anos, e os estoques atuais já estão reduzidos”, afirmou na teleconferência. Na sua avaliação, o Centro-Sul brasileiro não deve recuperar a moagem de 600 milhões de toneladas nem na safra 2022/23, que começa em abril do ano que vem. “A seca prejudicou bastante os canaviais.”

O executivo afirmou que, no início desta safra, pensava-se que o mix de produção da companhia seria mais açucareiro, porém, a valorização do etanol trouxe um equilíbrio e, no momento atual, a empresa tem privilegiado o biocombustível. “Mas até agora houve momentos em que maximizamos açúcar e outros em que maximizamos etanol”, disse ele, afirmando que a empresa tem capacidade para dedicar mais de 70% da moagem ao etanol se necessário. Para o açúcar, o teto é entre 48% e 50%.

Quanto ao modo de comercialização, ele lembrou que a companhia vende açúcar convencional no mercado interno e exporta o orgânico, portanto a companhia não tem necessidade de fazer “washouts” (cancelamentos de contratos já fixados para exportação de açúcar) quando o etanol é mais lucrativo.

VISÃO DO MERCADO

XP Investimentos 

Em um momento muito positivo para o setor de açúcar e etanol, a Jalles reportou um 1T22 forte com crescimento da Receita Líquida de 86,8% A/A, enquanto o CPV e SG&A subiram menos, respectivamente 43,7% e 12,9% de aumento, resultando em um EBIT total de R$ 229,3 milhões (+427,6% A/A).

Parte do aumento da lucratividade da Jalles no 1T22 deve-se aos preços mais altos do açúcar (25,5%) e do etanol (90,8%), mas a empresa também decidiu liquidar parte de seus estoques de açúcar branco e de etanol anidro, com redução de 25,3% e 69,5%, respectivamente, aproveitando o momento de preços altos para produtos commoditizados.

Vemos como positiva essa decisão frente à piora no cenário macroeconômico, entretanto, uma vez que a perspectiva é de aumento na demanda por combustível e já se observa uma oferta restrita de etanol hidratado no mercado, nos perguntamos se foi a decisão mais rentável para a empresa.

Destaques operacionais

A Jalles atualmente opera com duas unidades industriais em Goiás, região com pluviometria menor que São Paulo, portanto a empresa já faz uso de irrigação regularmente, variável que foi fundamental neste ano diante da pior seca dos últimos 90 anos. Os canaviais em São Paulo, Minas Gerais e mesmo no Sul de Goiás também foram afetados por geadas, levando uma perda total de produtividade estimada entre 15-20%.

A Jalles, no entanto, reportou um TCH de 97,7 (em linha vs. 1T21) e um leve aumento no ATR para 122,2 (+ 3,7%), adicionando 16,5% na moagem. O mix de produção do 1T22 foi o mesmo do 1T21: 57% etanol, 43% açúcar.

Além disso, JALL3 é atualmente nossa principal escolha para o setor de açúcar e etanol.

XP mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 14,00…

Os resultados da Jalles Machado (BOV:JALL3) referente suas operações do segundo trimestre de 2021 foram divulgados no dia 16/08/2021. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário