Ouro fecha em alta, com dólar e juros dos Treasuries em baixa após dado nos EUA

LinkedIn

O contrato futuro de ouro mais líquido fechou em alta nesta sexta-feira, 13, ajudado pela queda do dólar no mercado internacional e dos rendimentos dos Treasuries. Investidores monitoram ainda dados de inflação nos Estados Unidos.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro encerrou a sessão desta sexta com ganho de 1,50%, a US$ 1.778,20 a onça-troy, com avanço semanal de 0,85%.

A Universidade de Michigan informou, durante a manhã, que o índice de sentimento do consumidor dos EUA caiu de 81,2 em julho a 70,2 na preliminar de agosto, menor nível desde dezembro de 2011. O resultado contrariou a previsão de alta a 81,3 feita por analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal.

O dado impôs pressão ao dólar e aos juros dos Treasuries, que competem com o ouro como reserva de segurança. Como consequência, a cotação do metal precioso ganhou fôlego, em sincronia com os movimentos no câmbio e na renda fixa.

Analistas avaliam que os ganhos do ouro são contidos pela percepção de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) está próximo de começar a retirar estímulos, em meio à escalada da inflação.

A avaliação foi reforçada na quinta-feira com a leitura acima do esperado do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês). “Acreditamos que esse é o motivo para o ouro não ter tido mais ganhos”, explica o Commerzbank.

(Com informações do Tc e Estadão)

Deixe um comentário