Ouro fecha em alta influenciado pela queda nos juros dos Treasuries

LinkedIn

O contrato futuro de ouro mais líquido fechou em alta superior a 1% nesta quarta-feira, ajudado pela queda nos juros dos Treasuries, após a divulgação de dados que apontaram para a desaceleração da inflação nos Estados Unidos. Além disso, após a publicação, o dólar passou a recuar ante rivais, o que impulsionou o metal, que é cotado na moeda americana.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro encerrou a sessão com ganho de 1,25%, a US$ 1.753,30 a onça-troy.

Antes da divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA em julho, o Commerzbank apontou que o ouro estava “enfrentando obstáculos de um dólar mais firme, um novo aumento nos rendimentos dos Treasuries e maior apetite pelo risco entre os participantes do mercado”.

Após a publicação, os juros e o dólar foram pressionados, e o metal inverteu sua movimento.

Depois da leitura do CPI, a Capital Economics avalia que o núcleo da inflação nos EUA pode já ter atingido seu pico. Segundo a consultoria, o aumento transitório de preços relacionado à reabertura da economia começou a desaparecer. No entanto, o indicador não deve recuar tão rapidamente nos próximos trimestres quanto as autoridades do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) esperam, segundo os analistas.

No mês passado, o índice cheio subiu 0,5% ante junho, em linha com a mediana do Projeções Broadcast. Mas o núcleo teve avanço mensal de 0,3%, abaixo dos 0,4% previstos.

(Com informações do TC e Estadão)

Deixe um comentário