Bom dia ADVFN - Dados da produção industrial no Brasil e de empregos nos EUA no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  02 de Setembro de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: os mercados globais operam estáveis após novo “ataque regulatório” na China.

Na Ásia, os índices fecharam com resultados variados. Na quarta, as farmacêuticas Moderna e Takeda anunciaram que estão trabalhando com autoridades do Japão para realizar um recall de diversos lotes de vacinas após serem encontrados contaminantes de aço inoxidável. Reguladores chineses do Ministério do Transporte e outros órgãos convocaram e entrevistaram 11 empresas de caronas pagas, e demandaram que elas retificassem comportamentos que não estão de acordo com as regras no país. Entre as empresas entrevistadas estiveram Didi e Meituan. Os papéis da Meituan listados em Hong Kong tiveram leves altas, assim como o de outras empresas de tecnologia chinesas na mesma bolsa. Os papéis da Tencent avançaram 1,56%; os da Alibaba subiram 3,51%. O índice Hang Seng Tech teve alta de 1,61%. Na China continental, o Shanghai composto teve alta de 0,84%; em Hong Kong, o índice Hang Seng teve alta de 0,24%; no Japão, o Nikkei teve alta de 0,33%; na Coreia do Sul, o Kospi perdeu 0,97%.

Na Europa, os índices operam estáveis. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança 0,3%, com destaque positivo para papéis dos setores de viagem e lazer, e negativo para o setor de recursos básicos.

Nos Estados Unidosos índices futuros operam no terreno positivo. Os papéis da fabricante de sistemas de recarga para carros elétricos ChargePoint subiram mais de 13% no pós-market após a empresa informar dados trimestrais fortes. Ações do setor de tecnologia tiveram quedas, enquanto que aquelas do setor de petróleo e gás continuaram a avançar. O furacão Ida vem levando à suspensão do funcionamento de operações de produção e refino de petróleo. Ações dos setores de serviços e imobiliário continuam a ganhar. Dados sobre folha de pagamento divulgados pela ADP na quarta indicaram que empresas dos Estados Unidos criaram menos empregos em agosto do que o esperado. Hoje será divulgado o relatório semanal sobre novos pedidos de seguro-desemprego. Os investidores estão tentando avaliar quando o surto da variante delta pode atingir o pico, bem como as implicações da redução do apoio às políticas do banco central nos próximos meses. As ações globais estão perto de níveis recordes e os indicadores da volatilidade implícita do mercado financeiro estão diminuindo, sugerindo que muitos permanecem otimistas de que a reabertura econômica superará os desafios impostos pela pandemia.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 68,86, com alta de 0,39%. O Brent opera em alta de 0,41%, negociado a US$ 71,88.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$  49.877,12 (+4,72%). O ouro  é negociado a US$ 1.818,25 por onça-troy (+0,12%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian registram queda de 0,58%, cotados a 773,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 119,71 (nas últimas 24 horas).

Coronavírus

O mundo registra 218.476.520 de casos de coronavírus e 4.543.731 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 223.419.478. Doses aplicadas: 186.427.245.

Brasil

Inmetro terá laboratório de teste de baterias para carros elétricos: O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) anunciou a instalação, em Duque de Caxias (RJ), do primeiro laboratório privado para ensaios de baterias para carros elétricos do Brasil. O parque tecnológico, o primeiro da América Latina a estabelecer requisitos para veículos híbridos e elétricos, será instalado no Campus do Inmetro, que abriga 57 laboratórios de alta tecnologia. De acordo com o Inmetro, o principal objetivo do projeto é “viabilizar uma infraestrutura de qualidade robusta para o segmento de veículos elétricos, dada a velocidade com a qual esse mercado vem crescendo no mundo e, particularmente, no Brasil, onde há projeção de que 60% da frota será composta por veículos elétricos e híbridos”. A expectativa é que o laboratório comece a operar em 2023. Além da importância para o mercado interno – que, segundo o instituto, deverá, até 2035, ser composto em sua maioria por esse tipo de veículo – o laboratório poderá atuar externamente, por meio da exportação de tecnologia e conhecimento a outros países.

Poderes

Reforma administrativa: novos servidores terão estabilidade: O relator da reforma administrativa, Arthur Maia (DEM-BA), apresentou, ontem, o substitutivo em que manteve a estabilidade dos servidores, inclusive dos futuros funcionários públicos. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC 32/2020), enviada pelo governo federal em setembro do ano passado, garantia estabilidade para os atuais ocupantes de cargos, mas determinava regras diferentes para os novos contratados. Segundo o relatório, lido na comissão da Câmara que trata do tema, se a proposta original fosse acatada, “a administração pública brasileira recomeçaria do zero” e colocaria “todos os atuais servidores em um regime de extinção”. De acordo com especialistas ouvidos pelo Correio, a estabilidade dos servidores é um ponto fundamental para a democracia. “É uma garantia de independência funcional para que o servidor siga as regras do serviço público. Assim, ele pode contrariar comandos de superiores e denunciá-los, caso estes tenham algum interesse que não seja público”, afirmou Walter Moura, advogado especializado em direito público. O texto impõe o fim de dispositivos para novos servidores, como férias acima de 30 dias e aposentadoria compulsória como punição. Além disso, prevê a avaliação do serviço prestado pelo agente público, inclusive, com possibilidade de demissão. Atualmente, a exoneração de funcionários públicos de carreira só é permitida em caso de sentença judicial ou por infração disciplinar.

Minirreforma trabalhista: O Senado rejeitou, por 47 votos a 27, a Medida Provisória (MP) 1045/21 que renovaria o programa de redução de salários e jornada dos empregados durante a pandemia. Com a rejeição, o governo não poderá editar medida provisória com o mesmo teor neste ano. Criado no ano passado como uma medida emergencial de manutenção do emprego enquanto durassem as restrições à economia, o programa já foi renovado algumas vezes desde então. Porém, o texto foi incrementado por uma série de outras medidas que criariam novas formas mais flexíveis de contração no mercado de trabalho e outras que alterariam regras da CLT.

Justiça

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  recorreu, na quarta-feira (1º), da decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), de arquivar a ação que questionava a possibilidade de o tribunal abrir investigações por iniciativa própria – sem pedido do Ministério Público Federal. Fachin decidiu na última quarta (25) que a ação protocolada pela Advocacia-Geral da União (AGU) e assinada pelo presidente Jair Bolsonaro contra o regimento interno do STF era improcedente.

Economia

Texto-base da reforma do Imposto de Renda é aprovado na Câmara: O placar da votação foi de 398 votos a favor e 77 votos contra. Segundo o relator, o deputado Celso Sabino (PSDB-PA), apesar da redução de impostos, não haverá queda na arrecadação dos estados e municípios, já que outros mecanismos de compensação estão previstos no projeto. A versão aprovada do texto prevê corte de 7% na alíquota do IR para empresas, que cai de 15% para 8%. O texto prevê também a tributação inédita do mercado financeiro, que passará a ter uma taxa de 20% sobre lucros e dividendos. Segundo Sabino, essa taxação compensaria as reduções de arrecadação do IR sobre pessoas físicas e empresas. Para pessoas físicas, a reforma do IR atualizará a tabela atual. Trabalhadores formais que recebem até R$ 2,5 mil de salário mensal estariam isentos de qualquer contribuição. O limite para isenção do IR atualmente é de R$ 1,9 mil. A nova tabela, de acordo com o governo federal, isentará 5,6 milhões de contribuintes. Na proposta, todas as faixas salariais tributáveis terão diminuição de impostos. Trabalhadores formais com renda mensal acima de R$ 2,5 mil que optarem pela declaração simplificada terão a possibilidade de abater 20% do IR, com limite máximo de R$ 10.563,60. O texto traz, ainda, novas alíquotas para minérios, que passam a ser tributados em 5,5%. O texto segue para apreciação do Senado.

Queda do PIB liga alerta para recessão ou até mesmo estagflação: A queda de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2021, na comparação com os primeiros três meses do ano, desencadeou uma nova onda de revisões para baixo das estimativas de crescimento do país, já ameaçado pela crise hídrica e pela instabilidade política. Não estão descartadas uma nova recessão — caracterizada por queda da atividade por dois trimestres consecutivos — ou mesmo o pior dos mundos na teoria econômica, a estagflação, que é um cenário sem crescimento econômico, mas com inflação elevada, caso ocorra racionamento de energia. A retração na atividade econômica anunciada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) interrompeu um processo de recuperação da atividade que já durava três trimestres. O recuo foi puxado pelas quedas de 2,8% na agricultura e de 0,2% na indústria. O escorregão de 3,6% nos investimentos e a estagnação do consumo das famílias (principal motor do PIB que vem desacelerando desde o último trimestre de 2020), também contribuíram para o mau resultado.O ministro da Economia, Paulo Guedes, minimizou a queda na atividade ao afirmar que o PIB “andou de lado”. “A economia voltou em V. Disseram que eu estava em um universo paralelo quando dizia isso, mas estamos crescendo novamente. Hoje saiu um dado, praticamente de lado, de queda de 0,05%, que é arredondado para 0,1%. Se fosse 0,04% seria zero”, disse, em um evento com parlamentares.

Agenda Econômica

🇧🇷 Índice IPC-Fipe (05h00)
🇪🇺 Índice de preços ao produtor mensal e anual (06h00)
🇧🇷 Produção industrial mensal e anual (09h00)⭐️
🇺🇸 Pedidos de seguro-desemprego semanal (09h30) ⭐️
🇺🇸 Balança comercial mensal (09h30) ⭐️
🇺🇸 Variação da produtividade do setor não-agrícola trimestral (09h30)
🇺🇸 Variação nas encomendas à industrial mensal (11h00)
🇯🇵 PMI composto mensal (21h30)
🇨🇳 PMI de serviço Caixin mensal (22h45)

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou o dia em alta de 0,52%, aos 119.395 pontos, apesar de o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) do segundo trimestre ter decepcionado investidores, que esperavam um avanço de 0,2% em vez da queda de 0,1% informada pelo IBGE na quarta-feira. Na agenda macroeconômica, o resultado da balança comercial brasileira, por outro lado, trouxe dados positivos. Em agosto, houve superávit de US$ 7,7 bilhões, um recorde histórico para o mês na série iniciada em 1989.

Maiores altas do Ibovespa

MRFG3: +4,88% a R$ 21,49
AMER3: +4,11% a R$ 43,06
ENEV3: +4,02% a R$ 16,30
CPLE6: +3,80% a R$ 7,10
QUAL3: +3,56% a R$ 22,13

Maiores baixas do Ibovespa

CIEL3: -3,14% a R$ 2,78
PRIO3: -2,82% a R$ 18,63
SULA11: -2,66% a R$ 28,57
USIM5: -2,59% a R$ 17,00
EMBR3: -2,09% a R$ 22,93

ESPECIAL: Stop loss e stop gain: o que é e como usar para investir melhor 

Dólar    

dólar comercial: encerrou o dia em alta de 0,2% a R$ 5,182 na compra e a R$ 5,182 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em outubro registra ganhos de 0,57% a R$ 5,208.

Juros    

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 subiu seis pontos-base a 6,79%, DI para janeiro de 2023 teve alta de seis pontos-base a 8,53%, DI para janeiro de 2025 avançou cinco pontos-base a 9,58% e DI para janeiro de 2027 registrou variação positiva de seis pontos-base a 9,99%.

Ifix   

O índice fechou o dia aos 2.750,74 pontos, com alta de 0,03%. A mínima para o dia foi de 2.740 pontos, enquanto a máxima bateu em 2.757 pontos. No ano, o IFIX concentra uma queda de 4,37%.

ESPECIAL: Quais as características fundamentais de uma boa plataforma para day trade?

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário