BTG adiciona FII de recebíveis com carteira de crédito de qualidade

LinkedIn

Confira a análise sobre fundo imobiliário recomendado pelo BTG Pactual em sua carteira mensal de FIIs. Dessa maneira, a corretora do banco opta por fundo de recebíveis com carteira de crédito pulverizada e de qualidade, com gestão especializada e excelente liquidez.

BTG adiciona Kinea Rendimentos Imobiliários (KNCR11)

Constituído em 2012, o KNCR11 (BOV:KNCR11) busca investir seus recursos preferencialmente em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), podendo investir também em Letra de Crédito Imobiliário (LCI). O objetivo do fundo é atingir a rentabilidade de 100% do CDI, através da aquisição de operações com devedores com bom perfil de crédito e diversificados em seus setores de atuação.

O KNCR11 é um dos maiores fundos do segmento de recebíveis e tem como estratégia adquirir papéis de empresas consolidadas em seus setores de atuação. Sendo assim, a recomendação do BTG para o fundo está pautada nos seguintes pilares: (i) carteira de crédito pulverizada e de qualidade; (ii) excelente liquidez; e (iii) gestão especializada.

Gestão e riscos

O fundo conta com a gestão da Kinea Investimentos, uma das maiores gestoras de recursos do Brasil, que conta com profissionais extremamente dedicados e alinhados com o cotista, uma vez que seus sócios possuem capital investido em todos os fundos da gestora.

Os principais riscos do fundo são de crédito, pré-pagamento e mercado. A eventual insolvência dos devedores pode acarretar atrasos ou calote. O risco de pré-pagamento é quando a empresa recompra os títulos de dívida e toma novos papéis por taxas mais baratas. E, por fim, o risco de mercado, com flutuações no valor das cotas.

Deixe um comentário