O novo mecanismo de busca do Google causará mais tráfego para seus próprios produtos, como o Youtube e Google Lens

LinkedIn

O Google (NASDAQ:GOOGL) está redesenhando seu mecanismo de busca dominante, e os usuários podem descobrir que os resultados futuros os manterão nas propriedades do próprio Google por ainda mais tempo.

Em seu segundo evento anual de busca, chamado Search On, o Google mostrou seu mais recente lote de avanços nos resultados de busca. A empresa elogiou sua inteligência artificial e a capacidade de responder a perguntas mais específicas e complicadas.

Executivos disseram que a nova tecnologia de IA chamada Multitask Unified Model, ou MUM, é 1.000 vezes mais poderosa do que o modelo BERT que alimenta a Pesquisa Google. Pegando dados de textos, imagens e vídeos, o MUM pode supostamente dizer a um usuário o que é necessário para uma caminhada específica no Monte Fuji.

Se estiver procurando por moletons masculinos, o Google mostrará mais resultados que incluem links para varejistas, blogs e vídeos de resenhas do YouTube (propriedade do Google), disse Matt Madrigal, vice-presidente de compras do Google. O site também fará recomendações e permitirá que os usuários comparem preços sem clicar em nada, disse ele.

Madrigal deu o exemplo de tentar encontrar “o melhor chapéu para cabeças pequenas” ou “aquele design incrível na base de uma prancha de snowboard”.

Embora a Alphabet (BOV:GOGL34), controladora do Google, tenha se expandido muito além dos anúncios online para a computação em nuvem, carros sem motorista e outros projetos, a pesquisa continua sendo a força vital da empresa. Mas, à medida que cresce, a empresa também paga mais aos sites de conteúdo de parceiros.

No trimestre mais recente, o Google pagou mais de US$ 1 bilhão sobre o que os analistas de Wall Street estimavam para o tráfego. Esses custos aumentaram mais de 50% em relação ao mesmo período do ano anterior. Manter os usuários nos sites do Google é uma forma de controlar os custos.

O Google disse que trará sua tecnologia de reconhecimento de imagem, o Google Lens, para seu navegador de internet Chrome, para que os usuários possam ver os resultados de busca ao lado de um site.

“Em breve, você verá um novo botão no aplicativo do Google em seu iPhone para tornar todas as imagens da página instantaneamente pesquisáveis”, disse Madrigal. “Não há necessidade de sair do site em que você está”.

A empresa disse que também incluirá os estoques de uma loja em seu site.

Pandu Nayak, vice-presidente de pesquisa, disse que uma pessoa que tira uma captura de tela de uma camisa, pode obter recomendações de varejistas do Google.

Por exemplo, alguém tirando a foto de uma bicicleta pode pesquisar como consertar um determinado componente.

“Vamos mostrar tudo que você precisa para colocar sua bicicleta de volta na trilha”, disse ele, mostrando resultados de pesquisa em sites, vídeos e blogs. O primeiro resultado exibido em sua demonstração foi um vídeo do YouTube.

Elizabeth Reid, outra vice-presidente do Google, disse que a página de pesquisa se tornará “um fluxo interminável de ideias visuais”.

Ela disse que a empresa está adicionando uma seção “Coisas a saber” que mostrará instruções passo a passo sobre como executar uma tarefa ou oferecer uma nova técnica.

O Google anunciou várias atualizações em suas páginas de resultados de pesquisa na quarta-feira - Evento Search On do Google

O Google anunciou várias atualizações em suas páginas de resultados de pesquisa na quarta-feira – Evento Search On do Google

“Por exemplo, você pode fazer pinturas acrílicas com coisas que pode encontrar ao redor de sua casa”, disse Reid. “Finalmente, algo a ver com todas aquelas velhas esponjas de cozinha”.

Os usuários podem aprender técnicas específicas ou pesquisar pintores famosos, acrescentou Reid.

“Às vezes você simplesmente não sabe o que quer até ver”, disse ela.

Deixe um comentário