Ouro volta a recuar e fecha em US$ 1.793,50 por onça-troy na Comex

LinkedIn

O contrato do ouro fechou em queda nesta quarta-feira, 8. O metal precioso foi penalizado mesmo em um quadro de certa cautela, que tende a apoiar o apetite pelo ouro, diante do dólar valorizado e também com investidores atentos a altas recentes nos juros dos Treasuries, segundo analistas.

O ouro para dezembro fechou em baixa de 0,28%, em US$ 1.793,50 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

A Sucden Financial comenta em relatório que o câmbio e os Treasuries têm influenciado o ouro. No caso do primeiro, o dólar valorizado torna o metal mais caro para os detentores de outras moedas, o que tende a conter o apetite dos investidores.

Já os Treasuries concorrem com o ouro como opção segura de investimento. O Commerzbank também cita o movimento como explicação para o recuo do ouro, em relatório a clientes. Os retornos dos bônus americanos sobem com investidores atentos à trajetória da inflação e seus riscos, enquanto o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) mostra uma postura cautelosa antes de começar a apertar a política monetária.

Informações TC e Estadão

Deixe um comentário