Após cobrança de Elon Musk, Binance libera saques de Dogecoin

LinkedIn

A maior corretora do mundo anunciou a liberação de saques de Dogecoin para seus usuários, após 18 agonizantes dias de problemas. Os problemas na Binance começaram no dia 11 de novembro, quando a corretora fez uma atualização de seu node Dogecoin. Com isso, antigas transações que estavam paradas no node com taxas baixas de rede acabaram sendo propagadas na rede.

Esse fenômeno até nunca visto no mercado de criptomoedas levou usuários a receberem Dogecoins em dobro. Muitos alegaram que nem tinham mais acesso às carteiras para devolver o saque para a corretora, que acabou bloqueando contas de seus usuários.

O problema inclusive causou uma discursão entre Elon Musk e o CEO da Binance. Na última semana, Musk disse que a Binance era uma corretora sombria ao proibir seus clientes e fãs da DOGE de efetuarem os saques de seus valores.

A Dogecoin, vale lembrar, é uma das 10 maiores em market cap e a Binance era o seu principal par de negociação.

Binance explicou problema e conta que desenvolvedores da Dogecoin foram parte da solução

Nesta segunda-feira (29), a Binance anunciou aos seus usuários que está liberando os saques de Dogecoin, após 18 dias de recursos travados na plataforma.

Em explicação sobre o problema, a corretora declarou que como tem uma grande operação, quando um problema é detectado a investigação completa pode demorar, assim como sua correção.

Dessa forma, a Binance explicou que 1.634 pessoas tiveram recursos sacados de transações antigas, caso que se tornou público.

“O que começou como uma atualização bastante direta, se tornou um problema em que os usuários do Binance não conseguiam retirar o DOGE nos últimos 17 dias. Além disso, 1634 usuários receberam transações antigas. Você deve ter ouvido a notícia, graças a alguns amigos do Twitter. Oi Elon. Ei CZ.”

Para resolver o problema, a corretora pediu ajuda dos desenvolvedores da Dogecoin, que também não tinham conhecimento deste raro evento que poderia ocorrer. Vale lembrar que a atualização do node da Dogecoin permite que transações com baixas taxas de rede sejam processadas, o que pode ter ocasionado o problema.

Segundo rumores, a Binance deveria liberar os saques apenas após o dia 25 de novembro, o que acabou se confirmando.

Após testes, saques de Dogecoin são liberados na Binance

No último sábado (27), a Binance chegou a liberar em silêncio os saques de Dogecoin (COIN:DOGEBRL) para alguns usuários, para realizar testes de rede e saber se não teria novos problemas. Como tudo ocorreu conforme planejado, a corretora então liberou os saques nesta segunda.

“Aqui na Binance, e nos mantenedores do Dogecoin Core, trabalhamos juntos para diagnosticar, resolver e prevenir a ocorrência de problemas semelhantes. No sábado (27 de novembro), testamos tudo abrindo as retiradas novamente, mas fizemos isso silenciosamente para garantir que não houvesse mais problemas, e agora temos o prazer de anunciar que a partir de hoje (29/11) as retiradas estarão totalmente abertas novamente.”

Com o problema, a comunidade Dogecoin tem advertido os usuários para que não deixem saldos parados nas corretoras. Elon Musk, por exemplo, chegou a pedir que fãs da moeda meme não usem mais a Binance e outras corretoras centralizadas.

Nas últimas 24 horas, no par Dólar, a Dogecoin (COIN:DOGEUSD) acabou valorizando 3,03%, cotada em US$ 0,2141.

Por Gustavo Bertolucci

Deixe um comentário