Cosan (CSAN3): lucro líquido R$ 3,26 bilhões no 3T21

LinkedIn

A Cosan registrou lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 3,26 bilhões no terceiro trimestre deste ano, valor dez vezes acima do registrado no mesmo período de 2020.

De acordo com a empresa, é reflexo principalmente da “melhor performance operacional da Raízen, impulsionada pelo segmento de Renováveis, e da Compass, evidenciando a retomada da atividade econômica”.

“Estes efeitos foram parcialmente compensados pelo cenário mais desafiador enfrentado pela Rumo”, ainda segundo a Cosan, “em decorrência da quebra de safra do milho, e pelo aumento nas despesas financeiras”.

A receita líquida avançou 85,5% ante julho a setembro do ano passado, para R$ 6,89 bilhões. No critério proforma, a receita somou R$ 31,01 bilhões, crescimento de 59% na mesma base de comparação.

ebtida – lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização – ajustado também subiu no trimestre analisado: uma alta de 6,7%, indo a R$ 3,441 bilhões, ante os R$ 3,226 bilhões do terceiro trimestre de 2020.

É um recorde, impulsionado pela expansão dos resultados operacionais, refletindo a retomada da atividade econômica.

O nível de alavancagem proforma, medido pela razão entre a dívida líquida e o Ebitda, foi de 2,1 vezes ao fim do terceiro trimestre, 0,7 vez abaixo do registrado no segundo trimestre deste ano. Ainda no critério proforma, a geração de caixa líquida foi de R$ 8,3 bilhões.

A Cosan apresentou, ainda em base proforma, uma geração de caixa líquido para acionistas (FCFE) de R$ 8,3 bilhões, ou mais 10 vezes.

Os principais efeitos do trimestre foram FCO com desempenho operacional inferior em todos os segmentos de atuação, tendo a Rumo com pressionada pela quebra da safra e a Raízen refletindo a posição dos estoques de açúcar e etanol; FCI tendo, além do CAPEX recorrente da Raízen e maior nível de desembolsos para investimentos, desembolso do caixa para a aquisição da Biosev; e FCF tendo a integralização dos recursos do Oferta Pública de Ações (IPO) da Raízen e a integralização da captação de recursos privados na Compass, além das captações na Rumo e Cosan Corporativo de R$ 3,6 bilhões e R$ 2 bilhões, respectivamente.

Os resultados da Cosan (BOV:CSAN3) referente suas operações do terceiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 16/11/2021.

VISÃO DO MERCADO 

Credit Suisse

O Credit Suisse comentou que a Cosan reportou números sólidos no terceiro trimestre de 2021, com destaque para o Ebitda 2% acima do consenso.

Credit Suisse mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 29,00…

Morgan Stanley 

O Morgan Stanley diz que os resultados da Cosan foram bons, com Ebitda pro-forma ajustado acima das estimativas, graças a resultados melhores do que o esperado na Raízen, Compass e Moove, parcialmente compensados por números abaixo do esperado na Rumo e no segmento corporativo.

O banco diz gostar da combinação de ativos de crescimento e geração de caixa no portfólio da Cosan, que podem financiar um programa robusto de remuneração aos acionistas ou novas oportunidades de investimento por meio de seu novo braço de fundos.

Morgan Stanley mantém recomendação equal-weight com preço-alvo de R$ 29,60.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário