Eneva negocia projetos termelétricos de Azulão e Parnaíba IV no leilão da Aneel para reserva de capacidade

LinkedIn

A Eneva informou ter celebrado dois contratos de financiamento junto ao Banco do Brasil.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:ENEV3) nesta quarta-feira (22).

O primeiro é um contrato de abertura de crédito fixo entre a Azulão Geração de Energia, controlada da companhia, e o Banco do Brasil com utilização de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia-FDA, firmado em 15 de dezembro de 2021, no valor de R$ 286.128.995,00.

O contrato tem como objetivo o desenvolvimento e a construção do projeto integrado Azulão-Jaguatirica.

O segundo é um contrato de abertura de crédito fixo entre a Parnaíba II Geração de Energia S.A., controlada da companhia, e o Banco do Brasil S.A., com utilização de recursos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste-FDNE, firmado em 22 de dezembro de 2021, no valor de R$ 274.179.982,11 ao custo de IPCA + 3,383% a.a., prazo de vigência de 234 meses, incluídos 12 meses de carência, vencendo em 01 de julho 2041.

O Contrato de Financiamento de Parnaíba II tem como objetivo o desenvolvimento e a construção do projeto UTE Parnaíba VI.

Informações Infomoney

Deixe um comentário