Governo coreano diz às lojas da Apple e do Google para retirar os jogos P2E

LinkedIn

O governo sul-coreano decidiu bloquear o lançamento de novos jogos play-to-earn (P2E) e solicitou que os existentes fossem removidos do Google Play (BOV:GOGL34) e da App Store da Apple (BOV:AAPL34).

Os jogos P2E se tornaram populares na indústria de criptomoedas. Os jogadores normalmente devem primeiro comprar peças do jogo como tokens-não-fungíveis (NFT) para jogar o jogo e receber recompensas. No entanto, prêmios de jogos acima de alguns dólares são proibidos na Coréia do Sul.

O Comitê de Gerenciamento de Jogos (GMC, na sigla em inglês) do Ministério da Cultura, Esportes e Turismo solicitou na segunda-feira (27) que os principais mercados de aplicativos móveis bloqueiem todos os jogos que exigem compras no aplicativo antes de jogar.

Para combater a proliferação do que vê como esquemas especulativos de fazer dinheiro, o GMC tornou praticamente impossível para os desenvolvedores de jogos P2E listar seus trabalhos nas lojas de aplicativos móveis mais populares.

Embora a tentativa do governo de mitigar o crescimento dos jogos P2E indo direto para os mercados de aplicativos seja um novo desenvolvimento, os desenvolvedores de jogos na Coreia do Sul têm enfrentado batalhas judiciais desde abril para manter seus jogos P2E à venda em lojas de aplicativos nacionais. O principal problema é que alguns aplicativos de jogos não conseguiam obter uma classificação etária necessária para listagem nas lojas de aplicativos.

Um funcionário do GMC afirmou que a comissão está apenas seguindo o precedente da Suprema Corte ao impedir que jogos P2E recebam classificações etárias e sejam listados. O funcionário disse em um comunicado na terça-feira (28):

“É razoável evitar que os jogos P2E obtenham classificações etárias de acordo com a lei atual porque recompensas em dinheiro em jogos podem ser consideradas prêmios.”

Os prêmios ganhos em jogos na Coreia do Sul não podem exceder 10.000 won coreanos (US$ 8,42) de cada vez.

O jogo P2E e marketplace de NFT Fivestars for Klaytn foram inicialmente bloqueados nas lojas de aplicativos nacionais por falta de uma classificação, mas a equipe por trás do jogo ganhou uma liminar em junho, e o jogo foi listado. Espera-se que uma decisão final sobre a situação legal do jogo estabeleça um precedente legal para outros jogos P2E, como Infinite Breakthrough Three Kingdoms Reverse.

David Shin, chefe de adoção global da Fundação Klaytn, disse sobre por que ele acha que os reguladores têm tomado uma posição dura contra os jogos P2E:

“Play-to-earn e criptomoedas, em geral, são vistos com apreensão devido à espuma no mercado que é alimentada pela atividade especulativa. Mas, uma vez que essa espuma diminua, as autoridades em todo o mundo podem ser mais propensas a regulamentar a Web 3.0 como um recurso permanente da economia digital.”

A postura do GMC tem implicações negativas em todos os aplicativos de jogos P2E, incluindo o conjunto de aplicativos associados aos dois jogos mais populares até o momento, de acordo com o DappRadar: Axie Infinity e Splinterlands.

Por Brian Newar

Deixe um comentário