JBS registra pontuação geral de 57% na 4ª edição do Coller Fairr Protein Producer Index

LinkedIn

A JBS registrou uma pontuação geral de 57% na 4ª edição do Coller Fairr Protein Producer Index. O ranking avalia 60 companhias globais de capital aberto ligadas à produção de alimentos à base de carnes, peixes e lácteos. Com essa pontuação, a companhia obteve melhora de 10,1% na comparação com o índice de 2020.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa afirma que está na 11ª colocação no ranking global e continua entre as empresas brasileiras de capital aberto mais bem colocadas. “A pontuação geral da companhia vem evoluindo de maneira consistente ano após ano, partindo de 38% na edição inaugural do índice, em 2018, passando para 39% em 2019, saltando para 51% em 2020 e chegando aos 57% na edição de 2021”, destaca.

Segundo a empresa, foi focada nessa transformação sustentável que a JBS (BOV:JBSS3) assumiu, em março deste ano, aquele que é o mais relevante compromisso da sua história: o de ser Net Zero até 2040. Com ele, a empresa se comprometeu a zerar o seu balanço líquido de emissões de gases causadores de efeito estufa, considerando as suas emissões diretas e as de toda a sua cadeia de valor.

A companhia lembra que recentemente também esteve presente na COP26, em Glasgow, onde assinou uma declaração conjunta com outras 10 das maiores empresas globais de comércio e processamento agrícola do mundo, se comprometendo a desenvolver até a COP27 um roteiro setorial para conter o aquecimento global em 1,5°C acima dos níveis pré-industriais.Também durante a COP26, a JBS anunciou parceria com a Royal DSM para adotar um suplemento nutricional capaz de reduzir em até 90% as emissões de metano entérico da cadeia bovina.

A JBS destaca ainda que vem avançando firmemente no item apontado pela Fairr como passível de melhoria no contexto da pecuária brasileira: a rastreabilidade da cadeia produtiva. “A companhia possui, há mais de 10 anos, um sistema de monitoramento geoespacial que utiliza imagens de satélite para monitorar seus fornecedores, avaliando diariamente quase 80 mil fazendas fornecedoras e cobrindo uma área de 85 milhões de hectares (850.000 km²), maior que o território da França”, afirma.

Para estender esse controle aos fornecedores dos seus fornecedores, a JBS está implantando a Plataforma Pecuária Transparente, que utiliza tecnologia blockchain. A partir de 2026, a JBS não comprará de produtores não incorporados a esta plataforma.

“A JBS tema convicção de que esses avanços e muitos outros avanços serão captados pelo Coller Fairr Protein Producer Index e que a Companhia vai continuar melhorando seu desempenho nas próximas edições”, avalia.

Informações Broadcast

Deixe um comentário