Delta Airlines (DAL, DEAI34) registrou prejuízo líquido de US$ 408 milhões no 4T21 e emite orientação para 2022

LinkedIn

A Delta Air Lines (NYSE:DAL) disse na quinta-feira (13) que o aumento da variante Ômicron da Covid-19 a levará a um prejuízo no primeiro trimestre, mas que ainda espera que a demanda de viagens se recupere e gere lucro no ano.

No quarto trimestre, a Delta registrou sua maior receita desde o final de 2019, em parte graças às fortes reservas de férias e mais viagens de negócios. A receita de US$ 9,47 bilhões superou as expectativas dos analistas de US$ 9,21 bilhões. A empresa ainda não se recuperou totalmente da crise da Covid-19. A receita caiu 17% em relação aos US$ 11,44 bilhões nos últimos três meses de 2019, pouco antes do início da pandemia do coronavírus.

As ações da Delta negociadas na NYSE subiram 2,7% nas negociações de pré-mercado depois que a empresa divulgou os resultados.

O CEO Ed Bastian disse que a Ômicron deve atrasar a recuperação da demanda de viagens em 60 dias.

O presidente Glen Hauenstein alertou: “Espera-se que o recente aumento nos casos de Covid-19 associados à variante Ômicron afete o ritmo de recuperação da demanda no início do trimestre, com a retomada do impulso de recuperação a partir do fim de semana do Dia do Presidente (em 21 de fevereiro de 2022)”.

Veja como a Delta se saiu em comparação com o que os analistas esperavam, de acordo com estimativas médias compiladas pela Refinitiv:

  • Lucro ajustado por ação:  22 centavos contra 14 centavos esperados.
  • Receita: US$ 9,47 bilhões contra US$ 9,21 bilhões esperados.

A Delta registrou um prejuízo líquido de US$ 408 milhões no quarto trimestre, com o aumento dos custos de combustível e outros, em parte devido a interrupções da propagação do vírus. Ajustando para itens não recorrentes, a Delta reportou lucro por ação de 22 centavos, acima dos 14 centavos esperados por Wall Street.

Para o ano inteiro, a Delta registrou lucro de US$ 280 milhões, o primeiro em dois anos, graças a US$ 4,5 bilhões em ajuda federal para custos trabalhistas de companhias aéreas durante a crise. Em 2020, depois que a demanda por viagens caiu, a Delta teve sua maior perda de todos os tempos: US$ 12,4 bilhões.

A Delta é a primeira companhia aérea dos EUA a divulgar os resultados do quarto trimestre e a fornecer uma previsão detalhada do impacto da variante em seus negócios. A rápida disseminação da Ômicron atingiu indústrias de teatros a restaurantes, varejistas e mercearias.

As companhias aéreas, incluindo a Delta, cancelaram milhares de voos desde a véspera de Natal, pois um aumento nas infecções por Covid entre as tripulações os deixou com falta de pessoal.

A Delta disse que sua operação se estabilizou e que a Ômicron fez com que cancelasse apenas 1% de seus voos na semana passada.

Mas a Ômicron manterá um controle sobre as reservas no curto prazo, disse a companhia aérea.

“Apesar das expectativas de prejuízo no trimestre de março, continuamos posicionados para gerar um lucro saudável nos trimestres de junho, setembro e dezembro, resultando em um lucro significativo em 2022”, disse o CFO da Delta, Dan Janki, no comunicado de resultados.

Os investidores ignoraram amplamente o impacto da Ômicron nas operadoras. As ações da Delta subiram 3,9% este ano até quarta-feira, enquanto as ações da United e da American subiram 6,3% e 3%, respectivamente. O S&P 500, em comparação, caiu 0,84%.

A Delta Air Lines também é negociada na B3 através do ticker (BOV:DEAI34).

A Delta espera que a receita do primeiro trimestre fique 24% a 28% abaixo dos níveis de 2019, com capacidade de 15% a 17% abaixo do que voou três anos antes. Ele prevê um salto de aproximadamente 15% nos custos a partir de 2019, excluindo combustível.

As companhias aéreas vêm comparando os resultados com 2019 para mostrar até que ponto o negócio se recuperou dos níveis pré-pandemia.

Entre os desafios da Delta e de outras companhias aéreas neste ano estão aumentar as contratações para atender à demanda de viagens, um desafio em um mercado de trabalho apertado.

Os executivos da Delta detalharão os resultados e suas perspectivas para 2022 em uma ligação às 12h (horário de Brasília).

A United Airlines deve divulgar os resultados após o fechamento do mercado na quarta-feira da semana que vem, seguido pela American Airlines na manhã seguinte.

Fontes: CNBC, WSJ, FX empire, FX Street, Reuters, The Street, TipRanks

Deixe um comentário