Dólar fecha em alta, pressionado pela expectativa do aumento dos juros nos EUA, tensão na Ucrânia e risco fiscal

LinkedIn

O dólar comercial fechou em R$ 5,5060, com alta de 0,93%. A moeda norte-americana foi pressionada durante toda a sessão pela expectativa de anúncio do aumento dos juros nos Estados Unidos, assim como pela tensão na Ucrânia e pelos ruídos fiscais domésticos.

Segundo o analista CNPI da Nova Futura Investimentos, Matheus Jaconelli, “os investidores estão fugindo do risco, tanto lá fora quanto aqui. As tensões na Ucrânia podem afetar tanto a Europa quanto os Estados Unidos, refletindo em commodities com o trigo e o gás natural”. O analista destaca, porém, que este aumento seria pior para o Velho Continente, que sofreria uma alta inflacionária.

As atenções também estão voltadas para o outro lado do Atlântico: “Além das quatro altas nos juros, muitos esperam um discurso mais duro do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano)”, projeta Jaconelli.

Já no âmbito doméstico, Jaconelli acredita que o mercado enxerga caráter populista tanto no corte do orçamento de R$ 3,1 bilhões – que afetou áreas como ciência, educação e tecnologia – quanto na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Combustíveis.

Para a economista-chefe da Veedha Investimentos, Camila Abdelmalack, “o movimento de hoje é de aversão global ao risco. O mercado vem se ajustando para quatro aumentos dos juros e aguarda a reunião do Fed, nesta quarta”.

Abdelmalack também acredita que o conflito na Ucrânia começa a preocupar: “O mercado está parcimonioso com este conflito geopolítico, em compasso de espera. No primeiro momento, isso pode afetar o preço do petróleo e fortalecer o dólar, que é um porto seguro”, avalia.

Já no cenário doméstico, a economista enfatiza que o mercado está observando como será a distribuição do orçamento: “Existe uma incerteza de como isso será feito, ainda mais em um ano eleitoral”, contextualiza Abdelmalack.

De acordo com boletim da Ajax Investimentos, “a expectativa de um anúncio, nesta quarta, do início da normalização dos juros por parte do Fed, além do maior risco geopolítico, impactam negativamente nos ativos de risco. Assim ativos locais devem acompanhar exterior”.

O boletim da Ajax ainda ressalta que apesar da suspensão do aumento salarial para os policiais – após pressão de outros setores do funcionalismo público que também reivindicaram aumento nos salários -, o presidente deixou claro que o reajuste não foi cancelado, apenas suspenso momentaneamente.

Data Compra Venda Variação Variação
03/01/2022  5,6617 5,6627 1,557% 0,0868
04/01/2022  5,6895 5,69 0,482% 0,0273
05/01/2022 5,7111 5,7121 0,388% 0,0221
06/01/2022 5,679 5,68 -0,562% -0,0321
07/01/2021 5,631 5,6315 -0,854% -0,0485
10/01/2022  5,6738 5,6743 0,76% 0,0428
11/01/2022 5,5793 5,5798 -1,665% -0,0945
12/01/2022 5,5343 5,5348 -0,807% -0,045
13/01/2022 5,529 5,5295 -0,096 -0,0053
14/01/2022 5,5122 5,5132 -0,295% -0,0163
17/01/2022 5,5256 5,5266 0,243% 0,0134
18/01/2022 5,5598 5,5603 0,61% 0,0337
19/01/2022  5,4649 5,4659 -1,698% -0,0944
20/01/2021 5,4155 5,4165 -0,904% -0,0494
21/01/2022  5,4548 5,4553 0,716% 0,0388
24/01/2022  5,5027 5,5032 0,878% 0,0479

💵 Está pensando em viajar? Faça a conversão de moedas gratuitamente!

🇧🇷 – US$ 1 = R$ 5,50

🇪🇺 – US$ 1 = €$ 0,88

🇬🇧 – US$ 1 = £$ 0,74

Gráficos GRATUITOS na br.advfn.com

(Com informações da TC, UOl e Agencia CMA)

Deixe um comentário