General Electric (GE, GEOO34) espera melhor lucro em 2022 após problemas na cadeia de suprimentos no 4T21

LinkedIn

A General Electric (NYSE:GE) previu um maior lucro e fluxo de caixa livre para 2022 na terça-feira, 25 de janeiro de 2022, depois que a receita no trimestre até dezembro sofreu em meio a interrupções persistentes na cadeia de suprimentos global.

Os problemas da cadeia de suprimentos aumentaram os prazos de entrega e o estoque da GE, prejudicando seus negócios de assistência médica.

Eles também estão alimentando a pressão inflacionária, impactando negativamente seus negócios eólicos terrestres devido ao aumento do custo de transporte e commodities como aço.

O conglomerado industrial com sede em Boston espera que a inflação continue sendo um desafio este ano.

A GE não está sozinha. Empresas de todos os tamanhos estão enfrentando pressões inflacionárias, pois a pandemia d Covid-19 causou gargalos nas cadeias de suprimentos, elevando os custos de tudo, desde mão de obra até matérias-primas.

As ações da rival Siemens Energy da GE vêm caindo desde que a divisão de energia eólica da empresa alemã Siemens Gamesa cortou suas perspectivas financeiras pela terceira vez em nove meses devido a problemas na cadeia de suprimentos e um aumento nos custos de materiais vitais como o aço.

O negócio eólico onshore da GE também está sendo afetado pela incerteza persistente sobre se os créditos fiscais de produção dos EUA para investimentos eólicos onshore serão estendidos a longo prazo.

As ações da empresa negociadas na NYSE caíram -8,4%, a US$ 88,70 na manhã de terça-feira.

A General Electric também é negociada na B3 através do ticker (BOV:GEOO34).

As ações GEOO34 despencaram cerca de -8,1%, ou menos -R$ 42,94 reais por ação, até o momento da publicação.

A GE, que anunciou que se dividirá em três empresas públicas, espera retornar ao crescimento de receita este ano devido a um aumento de mais de 20% na receita de aviação. O negócio de aviação, que fabrica motores a jato para Boeing e Airbus, é a vaca leiteira da empresa.

As estimativas de lucros para 2022 são baseadas no novo formato de relatório da GE, para o qual ela mudou depois de vender seu negócio de aluguel de jatos e dobrar seu negócio de capital em suas operações corporativas.

A GE espera lucro ajustado na faixa de US$ 2,80 por ação a US$ 3,50 por ação em 2022, em comparação com US$ 1,71 por ação no ano passado.

O fluxo de caixa livre para o ano inteiro é estimado em US$ 5,5 bilhões a US$ 6,5 bilhões, acima dos US$ 2,6 bilhões em 2021.

Em seu novo formato, o grupo não reportará mais a GE Capital, sua divisão de serviços financeiros, como um segmento de negócios independente.

A empresa gerou US$ 20,3 bilhões em receita no quarto trimestre, uma queda de 3% em relação ao ano anterior e abaixo dos US$ 21,5 bilhões estimados por analistas consultados pela Refinitiv.

Sob o formato antigo, os lucros ajustados da GE para o trimestre chegaram a US$ 0,92 centavos por ação, superando a estimativa de consenso de US$ 0,85 centavos por ação.

Fonte: Reuters.

Deixe um comentário