J&J (JNJ, JNJB34) registrou um lucro líquido de US$ 4,74 bilhões (US$ 2,13 por ação) no 4º trimestre

LinkedIn

A Johnson & Johnson (NYSE:JNJ) projetou na terça-feira (25) que sua vacina contra a Covid-19 geraria US$ 3 bilhões a US$ 3,5 bilhões em vendas em 2022, depois de publicar um relatório misto do quarto trimestre que superou ligeiramente as estimativas de ganhos, mas perdeu as estimativas de receita.

A Johnson & Johnson também é negociada na B3 através do ticker (BOV:JNJB34).

Veja como eles se saíram em comparação com o que Wall Street esperava, com base nas estimativas médias dos analistas compiladas pela Refinitiv:

  • EPS ajustado: US$ 2,13, contra US$ 2,12 esperados.
  • Receita: US$ 24,8 bilhões, contra US$ 25,29 bilhões esperados

Em uma base não ajustada, o lucro da J&J do quarto trimestre subiu para US$ 4,74 bilhões, quase o triplo do US$ 1,74 bilhão obtidos no mesmo trimestre do ano anterior. Sua receita de US$ 24,8 bilhões aumentou 10,8% em relação aos US$ 22,48 bilhões durante o mesmo trimestre de 2020, impulsionada principalmente por US$ 1,82 bilhão em vendas internacionais de sua vacina contra a Covid-19.

As ações da empresa caíram cerca de 0,29% nas negociações de pré-mercado de terça-feira.

O CFO Joseph Wolk disse à CNBC que o fortalecimento do dólar impactou negativamente as vendas de US$ 150 milhões a US$ 200 milhões. A escassez de pessoal hospitalar causada pela variante Ômicron também gerou incerteza nos negócios de dispositivos médicos da empresa, principalmente com procedimentos eletivos, disse Wolk. A divisão de saúde do consumidor foi atingida por restrições de oferta de matérias-primas, escassez de mão de obra entre fabricantes terceirizados e maiores custos de transporte.

“Achamos que o segundo semestre de 2022 será mais forte do que o primeiro semestre”, disse Wolk na “ Squawk Box ”. “Mas algumas dessas dinâmicas continuam no início deste ano”.

A J&J registrou US$ 93,77 bilhões em vendas em 2021, um aumento de 13,6% em relação ao ano anterior. A divisão farmacêutica da empresa gerou US$ 52,08 bilhões em receita, um aumento de 14,3% ano a ano. O negócio de dispositivos médicos da J&J registrou vendas de US$ 27,06 em 2021, um aumento de 17,9% em comparação com 2020. A seção de saúde do consumidor registrou US$ 14,63 bilhões em receita, um aumento de 4,1%.

A J&J disse que espera gerar de US$ 10,40 a US$ 10,60 em lucro por ação este ano e US$ 98,9 bilhões a US$ 100,4 bilhões em receita.

O CEO Joaquin Duato liderará a teleconferência de resultados da J&J esta manhã pela primeira vez em seu novo cargo. Duato assumiu oficialmente as rédeas de Alex Gorsky no início deste mês.

Os resultados do quarto trimestre marcam o fim de um ano difícil para a J&J. A confiança do público na sua vacina de Covid-19 de dose única da empresa foi afetada em dezembro, quando os Centros de Controle e Prevenção de Doenças recomendaram as vacinas da Pfizer e da Moderna em vez da vacina da J&J. O CDC descobriu que dezenas de pessoas, principalmente mulheres mais jovens, desenvolveram uma condição rara de coágulo sanguíneo após receber a vacina da J&J.

Em junho, a J&J perdeu seu recurso para que a Suprema Corte revisasse US$ 2,1 bilhões em danos que um tribunal inferior concedeu a mulheres que disseram que o amianto no pó do talco da empresa causou câncer de ovário.

A J&J também está separando seus negócios de produtos de consumo de suas operações farmacêuticas e de dispositivos médicos para criar duas empresas de capital aberto. A J&J espera concluir a transação até o final de 2023.

Fontes: CNBC, WSJ, FX empire, FX Street, Reuters, The Street, TipRanks

Deixe um comentário