Petróleo fecha em alta, impulsionado por restrições de oferta, dólar mais fraco e liberação iminente de reservas de petróleo da China

LinkedIn

Os preços dos contratos futuros de petróleo fecharam em alta, completando mais uma semana de ganhos, impulsionados por restrições de oferta e um dólar mais fraco, embora uma liberação iminente de reservas de petróleo da China se avizinha.

Os preços do petróleo ficaram positivos com o dólar caminhando para o que poderia ser sua maior queda semanal em mais de um ano. Um dólar mais fraco torna as commodities mais acessíveis para os detentores de outras moedas.

Vários bancos previram preços do petróleo em US$ 100 o barril este ano, com expectativa de que a demanda supere a oferta, principalmente porque as restrições de capacidade entre os países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) devem atrapalhar o cartel.

“O petróleo continua a se fortalecer devido ao fato de que a Ômicron não é tão séria quanto as pessoas estavam preocupadas, e agora parece que a Opep+ continua lutando para bombear petróleo suficiente”, afirma o analista da FX Empire, Christopher Lewis.

No entanto, as altas foram limitadas depois que a Reuters informou que a China planeja liberar reservas de petróleo no feriado do Ano Novo Lunar entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro como parte de um plano coordenado pelos Estados Unidos com outros grandes consumidores para reduzir os preços globais, disseram fontes.

O Departamento de Energia dos Estados Unidos disse ontem que vendeu 18 milhões de barris de petróleo de sua reserva estratégica.

A China também registrou seu primeiro declínio anual nas importações de petróleo bruto em duas décadas, embora os comerciantes esperem que as importações se recuperem este ano.

Também houve preocupações com a demanda de combustível em território chinês, já que a variante Ômicron se espalhou para as cidades de Dalian e Tianjin. Muitas metrópoles, incluindo Pequim, também pediram às pessoas que não viajem durante o feriado do Ano Novo Lunar, o que pode diminuir a demanda por combustível para transporte durante a alta temporada de viagens.

Com isso, o preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex com entrega para fevereiro subiu 2,15%, cotado a US$ 83,82 o barril, acumulando ganhos de 6,24% na semana. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE, com entrega para março avançou 2,00%, cotado a US$ 86,06 o barril, acumulando ganho semanal de 5,27%.

Informações Agência CMA

Deixe um comentário