Receita trimestral da Visa (V, VISA34) supera marca de US$ 7 bilhões pela primeira vez no 1T22

LinkedIn

A Visa Inc. (NYSE:V) superou US$ 7 bilhões em receita trimestral pela primeira vez, impulsionada por uma retomada mais rápida do que o esperado nos gastos com viagens e um crescimento sustentado em categorias como o comércio eletrônico, que foram fortes durante a pandemia.

A empresa gerou lucro líquido no primeiro trimestre fiscal de US$ 4,0 bilhões, ou US$ 1,83 por ação, acima dos US$ 3,1 bilhões, ou US$ 1,42 por ação, um ano antes. Em uma base ajustada, Visa ganhou US$ 1,81 por ação. Analistas monitorados pela FactSet esperavam US$ 1,70 em lucro ajustado por ação.

A receita da Visa subiu de US$ 5,69 bilhões para US$ 7,06 bilhões, enquanto o consenso do FactSet foi de US$ 6,79 bilhões. Analistas consultados pela FactSet não esperavam que a Visa ultrapassasse a marca de US$ 7 bilhões em receita até o trimestre de junho.

O volume de pagamentos aumentou 20%, enquanto as transações processadas aumentaram 21%. A empresa viu um aumento de 51% no volume transfronteiriço ao excluir as transações intra-Europa e um aumento de 40% no volume global transfronteiriço.

O presidente-executivo Al Kelly viu vários impulsionadores dos resultados da Visa, incluindo o crescimento contínuo no comércio eletrônico e um retorno mais rápido do que o esperado dos gastos com viagens internacionais.

“À medida que olhamos para o futuro, não acreditamos que o atual surto de pandemia reduzirá a recuperação”, disse ele no comunicado de resultados da Visa. “Vemos que as economias em todo o mundo continuam a melhorar e, à medida que as restrições são levantadas, as viagens transfronteiriças continuarão a se recuperar”.

Visa é a terceira grande empresa de pagamentos a divulgar resultados esta semana, após os balanços da American Express, e Mastercard Inc. serem recebidos com reações positivas.

As ações da Visa perderam 4,5% nos últimos três meses, enquanto o Dow Jones Industrial Average caiu 3,8%.

A Visa também é negociada na B3 através do ticker (BOV:VISA34).

As informações são do MarketWatch

Deixe um comentário