AÇÃO CONTRA INFLAÇÃO

LinkedIn

Ela está de volta, não tem jeito. Investidores das antigas devem se lembrar dos malefícios da inflação, da época em que produtos tinham códigos em vez de preços impressos, para que o valor fosse alterado diversas vezes ao mês. Época de uma profissão singular nos supermercados: a de etiquetador de preços, com a temida maquininha alterando quanto você pagava numa lata de óleo.

Segundo o Banco Central, abril e maio devem ser os meses com maior taxa de inflação em 2022, mas há alguns fatores preocupantes. O cenário político nacional (é lógico), mas também a situação na Ucrânia pode segurar o preço dos combustíveis lá em cima. Na agricultura, para variar, a ameaça não vem do clima, mas de uma possível falta de matéria-prima para pesticidas, o que pode aumentar custos na cadeia produtora inteira.

Se há algo positivo, a inflação não voltou apenas no Brasil. Lá fora ela também preocupa, tanto que surgem diversas estratégias para proteger seus investimentos. Vamos ver duas delas:

  1. O mega guru Warren Buffett aconselha investir em bancos e financeiras. Sua lógica é que esse é o pior momento para se deixar dinheiro debaixo do colchão. E que essas empresas estão acostumadas a lidar (e ganhar) com cenários econômicos adversos.
  2. Outra estratégia diz para investir em empresas de alto pagamento de dividendos. O mercado como um todo pode perder para a inflação, mas, com dividendos e juros sobre capital próprio, você garante uma renda extra e confiável.

Alguns papéis da B3 se encaixam bem nessas categoria. Quer conhecê-los? É claro que quer, então peça sua liberação de acesso ao ADVFN em Brasa aqui. Você vai poder ler não apenas este, mas todos os artigos disponíveis até agora nesse espaço. São mais de 20 artigos que falam de tendências, notícias, empresas, trazem dicas e muito mais.

*Atenção: pedidos de liberação aceitos somente até 28/02/2022.

**O ADVFN em Brasa é um espaço exclusivo de artigos especiais sobre tendências e mercado, podendo ser acessado somente mediante assinatura mensal ou anual. Porém, apenas nessa ação, a ADVFN libera 14 dias de acesso totalmente gratuitos para você conhecer o ADVFN em Brasa e aproveitar todo o conhecimento disponível. Não perca! Oportunidade única!

Deixe um comentário