Alphabet (GOGL34) registrou crescimento de receita de 32% no 4T21 e anuncia desdobramento de ações 20:1

LinkedIn

A Alphabet (NASDAQ:GOOGL), controladora do Google, divulgou lucros e receitas melhores do que o esperado no quarto trimestre. As ações subiram cerca de 8,7% em negociações estendidas de terça-feira (01).

A Alphabet também é negociada na B3 através do ticker (BOV:GOGL34).

A empresa também anunciou um desdobramento de ações de 20 por 1 que entrará em vigor em julho.

Aqui estão os números principais:

  • Lucro por ação (EPS): US$ 30,69 vs US$ 27,34 esperados, de acordo com Refinitiv
  • Receita: US$ 75,33 bilhões contra US$ 72,17 bilhões esperados, de acordo com a Refinitiv
  • Receita de publicidade no YouTube: US$ 8,63 bilhões contra US$ 8,87 bilhões esperados, de acordo com StreetAccount
  • Receita do Google Cloud: US$ 5,54 bilhões contra US$ 5,47 bilhões esperados, de acordo com StreetAccount
  • Custos de aquisição de tráfego (TAC):  US$ 13,43 bilhões contra US$ 12,84 bilhões esperados, de acordo com StreetAccount

A Alphabet registrou crescimento de receita de 32%, provando novamente que foi capaz de suportar as pressões da pandemia e da inflação. As ações subiram 65% no ano passado, superando todas as outras grandes empresas de tecnologia e mais do que triplicando os ganhos no S&P 500.

A receita de publicidade do Google foi de US$ 61,24 bilhões no trimestre, um aumento de 33% em relação aos US$ 46,2 bilhões no mesmo período do ano anterior.

A unidade de nuvem da empresa também superou as estimativas, com receita subindo 45%, para US$ 5,54 bilhões. O prejuízo operacional da unidade foi de US$ 890 milhões durante o trimestre, o que diminuiu em relação ao prejuízo de US$ 1,14 bilhão incorrido há um ano. No entanto, expandiu a partir do terceiro trimestre, quando a unidade perdeu US$ 644 milhões.

A receita para “Outras Apostas”(Other Bets), que inclui a unidade de carros autônomos da empresa Waymo e a unidade de ciências da vida Verily, chegou a US$ 181 milhões – um pouco abaixo do ano anterior.

Os Custos de Aquisição de Tráfego (TAC), que é a métrica usada para descrever o que a empresa paga a outros sites para adquirir tráfego, ficou acima do esperado por Wall Street, em US$ 13,43 bilhões.

Split das ações de 20 por 1

A Alphabet também anunciou planos para um desdobramento de ações de 20 por 1 na terça-feira como parte do balanço trimestral da empresa de tecnologia.

A mudança ocorre um ano e meio depois que a Apple desdobrou suas ações, dando três ações para cada ação que os investidores possuíam.

A Alphabet pretende dividir as ações Classe A, Classe B e Classe da ação, de acordo com o demonstrativo de resultados . A mudança requer a aprovação dos acionistas. Cada acionista no fechamento dos negócios em 1º de julho receberá, em 15 de julho, 19 ações adicionais para cada ação da mesma classe de ações que possui.

Em 2012, o Google adicionou uma terceira classe de ações, a Classe C, sem direito a voto. A empresa já tinha ações Classe A, que valem um voto por ação, e ações Classe B, que são detidas de perto pelos fundadores e investidores iniciais e valem 10 votos. A empresa manteve essa estrutura de ações por meio de seu rebrand de 2015 para Alphabet.

O Google realizou um desdobramento de ações de 2 por 1 em 2014, antes de mudar para a Alphabet.

As ações da Alphabet ficaram mais caras ultimamente, com mais de US$ 2.750 cada no fechamento do mercado na terça-feira, tendo dobrado de preço em maio de 2020. O preço mais baixo significaria que mais investidores poderiam comprar inteiras, em vez de fracionárias, as ações da empresa de publicidade.

Se a divisão ocorresse no fechamento de terça-feira, o custo de cada ação passaria de US$ 2.572,88 para US$ 128,64, e cada detentor existente receberia 19 ações adicionais para cada uma que possuísse.

Com informações de CNBC

Deixe um comentário