ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Coluna do TradingView: Quinta-feira de decisão para os mercados

LinkedIn

O dia mais aguardado da semana. Espera-se uma injeção de volatilidade nos mercados para os dados Americanos hoje. Confira os estudos da semana dos analistas do TradingView

CaiqueStein

Em janeiro a WEGE3 oscilou abaixo da mínima do último fundo ascendente, 18,24 (linha vermelha), anulando a antiga tendência de alta de longo prazo. Inclusive, revertendo a sinalização que poderia ter dado início a um novo movimento de alta a favor da tendência. Além disso, a região dos 38,2% da retração de Fibonacci foi testada e respeitada, apresentando um repique de alta pelo gráfico semanal.

Neste mês de fevereiro, o ativo iniciou dando continuidade a essa reversão caminhando mais uma vez em direção ao suporte testado (28,00). Dentro desse cenário, a maior probabilidade é de o ativo não só testar esse nível de preço (28,00) mais uma vez como perder o suporte, podendo caminhar em direção aos próximos níveis de retração. O primeiro deles, na região dos 24,36 (50% da retração).

Dessa forma, para quem está comprado no longo prazo, este pode ter sido o último repique de alta para uma possível saída. Já para quem investe utilizando fundamentos, e não deseja se desfazer do papel, é válido ficar atento nas faixas de preço: 28,45 / 24,36 e 21,58 para possíveis novos aportes, realizando preço médio. (Ver análise na íntegra).

ShimaTrader

PETR4 olhando o movimento das ondas no semanal, podemos ver que o ativo pode ter concluído sua onda 3 de impulso, podendo vir a fazer uma nova correção na região dos 26 a 27 para então lançarmos uma quinta e última onda impulsiva com alvo inicial na região dos 44,00. E temos agora a região dos 31,00 como um suporte imediato para o ativo, região essa por onde temos uma LTA de tempo menor. (Mais sobre Petrobras).

Thiago Xavier

KLBN11 forma uma bandeira de alta no gráfico diário.

Chama a atenção que a média móvel exponencial de 8 períodos cruzou a MME80 para baixo há alguns dias, mas “rapidamente” já cruzou para cima de novo. O papel ensaia romper a pequena linha de tendência de baixa que ajuda a “desenhar” a bandeira. Pegando a última pernada de alta como base, houve retração de Fibonacci no nível de 61,8%, mais ou menos em R$ 23,80.

Apesar de haver um viés altista, vale notar que a MME80 não está apontando para cima (está praticamente flat) e o OBV não mostra muita definição. Para completar, Klabin divulga resultados no dia 09/02, antes da abertura do mercado, segundo o site de RI da empresa. (Ver o gráfico dinâmico).

Leo Senger

A duas semana atrás publiquei a possibilidade de um topo duplo no BCOM. Estava enxergando alguns sinais de exaustão (e até torcendo para se confirmarem, pelo bem comum), mesmo como toda a muvuca da tensão entre Ucrânia e Rússia. O topo duplo não se confirmou e os sinais não se confirmaram.

Não acho que o driver disso foi a possibilidade de guerra (olhe o preço do trigo), mas sim uma renovação no posicionamento em commodities como defesa da inflação. E o pior disso, é que um está retroalimentando o outro. Medo de inflação, puxa commodities , que puxa inflação…

Sigo vigilante nas commodities tentando compreender o macro, mas isso não impede de tentar surfar oportunidades. Gás Natural rompeu uma LTB, pullback em 61,8%, acredito que temos uma boa probabilidade de uma nova pernada. (Análises sorbe gás natural).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Caique SteinKleber Shimabuku, Thiago Xavier Leo Senger.

Deixe um comentário