Senado americano atento ao lançamento internacional do yuan digital durante os Jogos Olímpicos de Pequim

LinkedIn

Um senador está pedindo ao gabinete do presidente dos EUA, Joe Biden, que fique atento ao yuan digital da China, que está vendo seu primeiro uso internacional durante os Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim.

Em uma carta de 3 de fevereiro, o senador Pat Toomey (R-PN) pediu à secretária do Tesouro Janet Yellen e ao secretário de Estado Anthony Blinken que “examinassem de perto o lançamento da CBDC de Pequim durante os Jogos Olímpicos”.

A CBDC é uma moeda digital do banco central, e a CBDC da China é a maior do gênero a ser lançada. Embora sua carteira digital tenha chegado às lojas de aplicativos do Android e da Apple em janeiro, alguma forma de yuan digital está circulando há muito mais tempo, com mais de 10% da população da China instalando uma carteira em novembro. No entanto, tem estado indisponível para usuários estrangeiros até agora.

“Enquanto os Estados Unidos ainda estão avaliando o conceito de um dólar digital, a China está usando os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim como um teste internacional para o yuan digital”, explicou Toomey.

Além de pedir uma avaliação das estratégias da China para fazer com que entidades estrangeiras usem sua moeda digital, Toomey ordena a Yellen e Blinken que aprendam como a China está lidando com dados de transações e até que ponto está usando suas redes blockchain como uma ferramenta de censura. Ele acusa especificamente a Rede de Serviços baseada em Blockchain da China de incorporar “versões severamente modificadas e controladas de blockchains como Ethereum e Solana”.

Observadores dos EUA, incluindo legisladores, olharam de soslaio para os planos da China para uma CBDC desde que foram anunciados originalmente. Particularmente à luz da repressão da mídia, pontuação social e abusos de direitos humanos na China, um yuan digital parece uma ferramenta de controle.

Com informações de The Block

Deixe um comentário