Amazon adquire Veeqo, uma startup que ajuda vendedores a gerenciar seus negócios online

LinkedIn

A Amazon (NASDAQ:AMZN) comprou a Veeqo, uma empresa que fabrica ferramentas para ajudar empresas on-line a vender produtos dentro e fora da Amazon.

A Amazon adquiriu discretamente a empresa de software de comércio eletrônico em novembro passado, mas não divulgou a aquisição. A Veeqo anunciou o acordo em um post no blog da empresa, e a Octopus Ventures, investidora da Veeqo, confirmou o acordo na segunda-feira (07).

Estima-se que a Amazon reivindique cerca de 40% das vendas de comércio eletrônico do país, mas ainda há uma parte significativa das compras on-line que ocorrem em outros lugares da web. A Amazon está interessada em reivindicar uma participação nas vendas em outras plataformas como eBay, Etsy, Shopify e Walmart.

Por vários anos, a Amazon ofereceu um programa chamado Multi-Channel Fulfillment, que permite que os vendedores armazenem e enviem produtos usando os serviços da Amazon, independentemente de estarem vendendo na Amazon. A Amazon procurou atrair vendedores para o programa cortando taxas, já que fornecedores terceirizados de logística e empresas como Shopify, UPS e FedEx lançaram seus próprios serviços de atendimento.

Ao adquirir a Veeqo, a Amazon poderia integrar ferramentas mais robustas para vendedores em seu programa MCF, potencialmente atraindo-os para longe de outros fornecedores de logística terceirizados.

“Estamos ansiosos para descobrir todas as maneiras de trabalhar com a Amazon para desenvolver nossas ferramentas existentes, desenvolver novos serviços e, finalmente, atendê-lo melhor”, escreveu Veeqo.

“Estamos entusiasmados com a entrada da Veeqo na Amazon”, disse a porta-voz. “Planejamos continuar investindo em novos recursos e melhorias para ajudar a Veeqo a atender os vendedores globalmente de sua casa no País de Gales, facilitar o crescimento dos negócios multicanais dos vendedores e aprimorar a experiência de seus clientes”.

Fundada em 2013, a Veeqo está sediada em Swansea, País de Gales, e fornece software que ajuda os varejistas a gerenciar seus negócios on-line em plataformas de comércio eletrônico, incluindo Amazon, eBay, Shopify e Walmart, desde o envio e devoluções de pedidos até o acompanhamento de quais produtos estão em estoque. A empresa emprega cerca de 60 pessoas, de acordo com o LinkedIn.

Com informações de CNBC

Deixe um comentário