Copel (CPLE6): lucro líquido de R$ 396,2 milhões no 4T21, queda de 63,6%

LinkedIn

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro líquido de R$ 396,2 milhões no quarto trimestre de 2021, queda de 63,6% na comparação com o mesmo período de 2020.

No entanto, no quarto trimestre do ano, o lucro da elétrica teve uma queda de 64,7% na comparação anual, somando R$ 396,2 milhões.

A receita líquida somou R$ 6,593 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 16,6% na comparação com igual etapa de 2020.

Segundo a Copel, o aumento da receita é reflexo, principalmente, do crescimento de 20,7% na linha “suprimento de energia elétrica”, decorrente, sobretudo, da comercialização dos 360 GWh de energia produzida pela UTE Araucária com preço médio de venda (CVU) superior aos R$ 2.000,00/MWh para o 4T21, ante aproximadamente R$ 438,00/MWh médios no 4T20, além do maior volume de energia vendida em contratos bilaterais pela Copel Mercado Livre.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – caiu 31,5%, totalizando R$ 943 milhões. A margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) atingiu 14,3% no período, baixa de 11,1 pontos porcentuais frente a margem registrada em 4T20.

O Ebitda ajustado, excluídos os itens não recorrentes, atingiu R$ 1,039 bilhão no 4T21, montante 26,6% inferior aos R$ 1,417 bilhão registrados no 4T20.

A queda no Ebitda e no lucro foi impulsionada pelo déficit hídrico de suas geradoras, o que levou a um aumento de 142,7% nos custos com compra de energia. Além disso, houve uma redução de 55% do despacho da usina térmica de Araucária — 360 GWh (gigawatt-hora) no quarto trimestre de 2021, contra 797 GWh no ano anterior —, somada a uma margem líquida menor na venda da energia.

No 4T21, os custos e despesas operacionais aumentaram 28,0%, totalizando R$ 6,046 bilhões, como consequência, principalmente, do aumento na linha de encargos dos serviços do sistema – (ESS), decorrente do maior despacho de usinas térmicas fora da ordem de mérito e aumento dos custos com transporte da rede básica em função do crescimento dos montantes contratados e tarifas mais elevadas; registro de R$ 698,5 milhões na linha “matéria-prima e insumos para produção de energia”, ante R$ 261,1 milhões no 4T20, consequência da aquisição de gás natural com custo mais elevado para a operação da UTE Araucária; e das provisões no período com resultado de R$ 142,1 milhões, decorrente, sobretudo, do aumento de R$ 39,4 milhões na estimativa de perdas de créditos esperadas e do registro de R$ 114,0 milhões em provisões para litígios, principalmente, a ações cíveis.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 11,826 bilhões no final de dezembro de 2021, crescimento de 18,9% em relação ao mesmo período de 2020.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,0 vez em dezembro/21, queda de 0,3 vez em relação ao mesmo período de 2020.

Os resultados da Copel (BOV:CPLE3) (BOV:CPLE6) referentes às suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 23/03/2022. Confira o Press release na íntegra!

Teleconferência

A Copel prevê realizar a venda do controle da usina hidrelétrica Foz do Areia, seu principal ativo de geração, no último trimestre de 2023, disse nesta terça-feira o presidente da companhia, Daniel Slaviero.

Em teleconferência de resultados, o executivo lembrou que a adesão à repactuação do risco hidrológico resultou na extensão do prazo de concessão da hidrelétrica, com o contrato se encerrando agora em dezembro de 2024.

+ Bolsa americana, dólar e biticoin caem e bolsa brasileira sobe nos últimos meses. Especialista ensina a como se beneficiar desses movimentos. Inscreva-se agora!

A alienação do controle da usina é uma condição para que a Copel consiga manter a hidrelétrica em seu portfólio, ainda que com uma participação minoritária, e renovar a concessão. Segundo regras já publicadas pelo governo, a venda do controle deve ocorrer até 12 meses antes do fim da contrato.

“Temos alguns assessores jurídicos e financeiros já selecionados… As condições de valor de outorga, garantia física, ainda estão sendo analisadas e calculadas pelo Ministério de Minas e Energia”, disse.

Slaviero disse ainda que a estatal paranaense deve firmar parcerias para participar do próximo leilão de transmissão de energia, previsto para o fim do primeiro semestre. Segundo ele, isso permitirá que a companhia possa participar da disputa de um maior número de lotes.

Sobre negócios no mercado secundário, o executivo afirmou que a elétrica segue avaliando oportunidades, mas “sem pressa e afobação”. “O momento é de cautela, seja pela alta dos juros, seja pela pressão no Capex (investimento) por aumento de custos de commodities.”

VISÃO DO MERCADO

BTG Pactual

A Copel teve resultados fracos no quarto trimestre, diz o BTG Pactual, com o Ebitda ajustado de R$ 912 milhões vindo 14% abaixo das estimativas, pressionado por números ruins na térmica de Araucária e alta nos custos com energia.

“Com despesas financeiras em linha e ganhos maiores que o esperado com ações, o lucro líquido ajustado foi de R$ 425 milhões (contra projeção de R$ 434 milhões)”, escrevem os analistas João Pimentel e Gisele Gushiken.

O banco aponta que apesar dos resultados, a companhia continua reduzindo alavancagem, chegando a 0,99 vez a dívida líquida sobre o Ebitda em dezembro, o que disparou o pagamento de dividendos representando 65% do resultado líquido de 2021.

“Com R$ 1,7 bilhão em dividendos, os proventos totais alcançaram R$ 3,1 bilhão em 2021, representando um forte rendimento de 14,4%”, comentam. O segmento de distribuição da Copel teve bom desempenho, com volumes estáveis.

BTG Pactual mantém recomendação de compra com preço-alvo a R$ 7,20…

Goldman Sachs

Os resultados operacionais da Companhia Paranaense de Energia (Copel) no quarto trimestre de 2021, ficaram abaixo do esperado, comenta o Goldman Sachs.

Os analistas Bruno Vidal, Flávia Sounis e Pedro Manfredini afirmam que parte dos números foi impactada pelos resultados de geração abaixo das expectativas do banco, ficando em R$ 491 milhões, contra projeção de R$ 542 milhões.
Segundo os analistas, isso se deve a custos mais altos de compra de energia e despesas relacionadas à manutenção da usina termelétrica (UTE) Araucária.

Porém, a equipe do banco ressalta que, apesar dos resultados operacionais, a Copel reportou lucro líquido de R$ 396 milhões, 8% acima das estimativas do Goldman, de R$ 369 milhões. “Mas ficou 35% abaixo do consenso do mercado”, ponderam.

Segundo os analistas, isso é explicado, principalmente, por melhores resultados financeiros e melhores resultados de subsidiárias não controladas via equivalência patrimonial.

Os profissionais do Goldman Sachs destacam que, mesmo com números mais fracos que o esperado, a companhia propôs o pagamento de R$ 1,4 bilhão em dividendos referentes ao exercício de 2021.

“Com isso, o total de dividendos pagos no ano atinge R$ 3,1 bilhões, um índice de payout de 65% para 2021”, comentam.

Goldman Sachs tem recomendação neutra com preço-alvo de R$ 8,00…

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário