Gigante dos jogos Animoca Brands revela planos para banir usuários russos

LinkedIn

A Animoca Brands, uma empresa de jogos blockchain com sede em Hong Kong, revelou que implementará medidas para restringir o acesso de usuários russos aos serviços da Animoca. A Animoca decidiu impor essas restrições depois que outras empresas de criptomoedas como a Binance impuseram restrições semelhantes aos usuários russos após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Em entrevista à Bloomberg, o cofundador da Animoca Brands, Yat Siu, explicou que sua empresa recebeu assessoria jurídica sobre o assunto.

Yat Siu disse:

“O conselho legal que temos recebido é que temos agora que impor algumas restrições… É um país sancionado no mesmo nível da Coreia do Norte. No momento em que acabamos fazendo negócios nessas áreas, podemos nos tornar financeiramente excluídos do sistema financeiro.”

Além disso, Yat Siu também observou que, embora a questão das sanções tenha atingido duramente algumas empresas de blockchain como Gamee e Lympo, o impacto dessas restrições não será fatal para a Animoca Brands, pois o número de russos que o usa é bastante baixo. No entanto, Yat Siu não abordou o impacto no The Sandbox, o jogo mais popular da empresa.

Yat foi rápido em acrescentar que não quer que sua empresa seja sancionada financeiramente por sua associação comercial com a Rússia.

Resposta firme das criptomoedas à invasão da Ucrânia pela Rússia

Embora várias exchanges de criptomoedas afirmem que não queimarão completamente todos os usuários russos, algumas como a exchange Kuna que responderam muito rapidamente. A Kuna já retirou o rublo russo de seus pares de negociação. A quinta maior operação de mineração Ethereum, Flexpool, também baniu completamente todos os usuários russos de minerar com o pool.

A Dmarket, uma startup ucraniana, também cortou todas as suas relações com a Rússia.

A Animoca Brands Company, no entanto, ainda não emitiu nenhuma comunicação oficial em sua conta do Twitter ou no site da empresa sobre como pretende restringir especificamente os usuários russos.

Deixe um comentário