Walgreens (WGBA34) tem lucro líquido de US$ 883 milhões segundo trimestre de 2022

LinkedIn

A Walgreens Boots Alliance (NASDAQ:WBA) anunciou na quinta-feira (31) os resultados do segundo trimestre que superaram as expectativas dos analistas, depois que a variante Ômicron da Covid-19 intensificou a demanda por testes e doses de reforço e impulsionou o tráfego de pedestres durante os meses de inverno.

A rede de drogarias reiterou sua perspectiva para o ano. Ela disse que o lucro ajustado por ação crescerá na casa de um dígito.

As ações negociadas na NASDAQ caíram cerca de 1,07% nas negociações de pré-mercado.

A Walgreens Boots Alliance também é negociada na B3 através do ticker (BOV:WGBA34).

Aqui está o que a Walgreens relatou em comparação com o que os analistas esperavam para o segundo trimestre encerrado em 28 de fevereiro, com base nos dados da Refinitiv:

  • Lucro por ação: US$ 1,59 ajustado contra US$ 1,40 esperado
  • Receita: US$ 33,76 bilhões contra US$ 33,4 bilhões esperados

No trimestre, o lucro líquido caiu para US$ 883 milhões, ou US$ 1,02 por ação, de US$ 1,03 bilhão, ou US$ 1,19 por ação, no mesmo período do ano anterior.

Excluindo itens, a empresa ganhou US$ 1,59 por ação, superando os US$ 1,40 esperados pelos analistas consultados pela Refinitiv.

As vendas subiram para US$ 33,76 bilhões, de US$ 32,78 bilhões um ano antes, e superaram os US$ 33,4 bilhões que os analistas esperavam.

A Walgreens disse que as vendas nas mesmas lojas para varejo nos EUA aumentaram 14,7% no período de três meses em comparação com o mesmo período do ano passado, o maior ganho em mais de 20 anos. A empresa disse que viu ganhos em todas as categorias – especialmente com itens de saúde e bem-estar, incluindo testes de Covid caseiro, medicamentos de venda livre para tosse, resfriado e gripe e beleza.

Em sua rede Boots, com sede no Reino Unido, as vendas no varejo nas mesmas lojas aumentaram 22% ano a ano, com ganhos de participação em todas as principais categorias.

A Walgreens está tomando medidas para se tornar uma empresa mais orientada para a saúde.

Liderada pela CEO Roz Brewer, ex-chefe de operações da Starbucks, a varejista adquiriu a participação majoritária da VillageMD, uma empresa de cuidados primários que planeja abrir centenas de consultórios médicos dentro das lojas Walgreens. A Walgreens está transformando partes de algumas lojas em um Health Corner, onde os clientes podem fazer uma consulta médica com um farmacêutico ou enfermeiro. A empresa está abrindo instalações automatizadas onde os robôs preenchem prescrições, liberando o tempo dos farmacêuticos para fornecer mais cuidados médicos.

A rede de drogarias disse que administrou 11,8 milhões de vacinas contra a Covid-19 no segundo trimestre, elevando seu total para mais de 62,8 milhões de vacinas até o momento.

A Walgreens também se beneficia da autorização da Food and Drug Administration nesta semana de uma quarta vacina contra a Covid-19 para pessoas com 50 anos ou mais, ou imunocomprometidas.

A Walgreens disse que ainda está considerando o futuro de sua rede de drogarias Boots, com sede no Reino Unido. No início deste ano, Brewer confirmou que a Walgreens está explorando opções estratégicas para a Boots, incluindo uma venda potencial, já que a empresa se concentra em seus negócios de assistência médica nos EUA.

No fechamento de quarta-feira, as ações da Walgreens caíram 9% até agora este ano. As ações fecharam na quarta-feira em US$ 47,46, elevando o valor de mercado da empresa para US$ 40,97 bilhões.

Fontes: CNBC, WSJ, FX empire, FX Street, Reuters, The Street, TipRanks

Deixe um comentário