Brasil sobe na curva de adoção de acordo com o relatório da KuCoin

LinkedIn

Um relatório divulgado pela exchange global de criptomoedas KuCoin revela que os usuários brasileiros estão adotando uma atitude cada vez mais positiva em relação aos investimentos em criptomoedas. O relatório Into The Cryptoverse lança luz sobre métricas vitais que refletem os sentimentos locais sobre a adoção de criptomoedas.

A inflação no Brasil, que ultrapassou a marca de 10% ao ano, está tornando as criptomoedas o instrumento de armazenamento de valor para os 34 milhões de não-bancários e subbancários da população do país. O dado inclui pessoas de 18 a 60 anos, ou 26% da população do país, são investidores em criptomoedas, tendo operado em espaço descentralizado nos últimos seis meses. O relatório da KuCoin afirma que 64% dos referidos investidores estão ansiosos para continuar seus empreendimentos de investimento em criptomoedas.

O potencial de maior adoção no país é destacado pelo fato de que 21% dos entrevistados são criptocuriosos, 56% dos quais são mulheres e 36% já estão ganhando uma média de US$ 5.000 por ano em seus investimentos. No entanto, há espaço para melhorias, uma vez que 39% dos entrevistados ainda estão considerando opções de investimento, 33% não conseguem avaliar adequadamente as condições do mercado e 27% não entendem como as criptomoedas e o mercado funcionam.

Ainda assim, 62% dos entrevistados estão confiantes de que as criptomoedas são o “futuro das finanças”, enquanto 53% as consideram um meio confiável de armazenamento de valor. Diante dos efeitos da pandemia na economia do país, 53% dos brasileiros recorreram ao mercado de criptomoedas como forma de renda além de seus salários, enquanto 40% pretendem investir em criptomoedas como forma de melhorar as condições de vida. 50% acreditam que as criptomoedas garantirão alta renda no futuro.

A boa notícia para a KuCoin é que a alta adoção digital no país levou 69% dos entrevistados a recorrer à exchange para suas operações de criptomoedas. Esses números foram possíveis graças ao amplo uso de transferências bancárias online por meio de sistemas locais como Pix com 58% entre os usuários e Apple Pay ou PayPal entre 57%.

Dado que 90% dos investidores brasileiros em criptomoedas pretendem aumentar seus portfólios, o potencial de escalar o mercado no país é imenso. Mais detalhes sobre o relatório podem ser encontrados na página oficial da bolsa KuCoin.

Com informações de Bitcoinist

Deixe um comentário