Kepler Weber (KEPL3): lucro líquido de R$ 93,6 milhões no 1T22, alta de 444,2%

LinkedIn

A Kepler Weber, líder no mercado de equipamentos para armazenagem de grãos, teve lucro líquido de R$ 93,6 milhões, com crescimento de 444,2% na comparação com o mesmo período de 2021.

Já o lucro líquido ajustado cresceu exatamente cinco vezes, ou 400%, na base anual, de R$ 18,9 milhões há um ano para R$ 94,5 milhões no primeiro trimestre de 2022.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – somou R$ 146,8 milhões, 346,2% mais do que um ano antes. Já a margem Ebitda ganhou 19,6 pontos percentuais, para 33,5%.

O Ebitda ajustado, que não conta provisões de processos judiciais e custos extemporâneos, cresceu 318,1%, para R$ 148 milhões, com margem ajustada 18,8 pontos percentuais acima na comparação anual.

Esse crescimento, segundo a Kepler Weber, “representa o avanço no aumento do nível da atividade produtiva e da expansão das margens nos segmentos de negócio, resultado da eficiente gestão operacional em conjunto com a administração de preços junto aos clientes”.

A receita líquida da companhia cresceu 85,3% na mesma comparação, para R$ 437,6 milhões. A margem líquida atingiu 21,4%, aumento de 14,1 pontos porcentuais na comparação anual.

No primeiro trimestre, o mercado interno representou 91% da receita líquida, e o externo, 9%, contra 90% e 10%, respectivamente, um ano antes. A receita líquida do segmento de pós-colheita da Kepler Weber no primeiro trimestre de 2022 cresceu 54,1% em relação a igual período do ano passado, para R$ 263,2 milhões. Segundo a empresa, o incremento “é explicado pelo eficiente aproveitamento da companhia em relação ao bom momento do agro brasileiro, capturando maior volume de negócios junto ao produtor rural”.

Já a receita de negócios internacionais subiu 63,3% na mesma base de comparação, para R$ 37,8 milhões. De acordo com a Kepler, o crescimento refletiu o incremento de receita no mercado africano e negócios de tíquete relevante na América do Sul.

O segmento de portos e terminais teve receita líquida próxima de zero, redução de 99,8% ante o primeiro trimestre de 2021. A Kepler explicou que esse segmento é caracterizado por projetos de tíquete elevado, podendo gerar grandes variações de faturamento de um trimestre para outro. “Neste trimestre houve postergação pontual por parte de um cliente por questões operacionais internas. Tal faturamento será refletido em trimestres futuros.”

Já o segmento de agroindústrias gerou R$ 93,9 milhões em receita líquida. Segundo a Kepler, o resultado é fruto do foco dado pela companhia ao segmento de etanol de milho, que possibilitou atingir novos mercados.

A receita líquida de reposição e serviços no 1T22 atingiu R$42,7 milhões, aumento de 34,0% em relação ao mesmo período de 2021.

O resultado financeiro líquido totalizou R$ 5,3 milhões negativos no 1T22 em comparação à R$ 0,2 milhões negativo no 1T21, tendo como principal destaque a variação cambial e monetária passiva no período que totalizou R$ 5,1 milhões, a qual está neutralizada pela performance de margens na unidade de negócios internacionais.

De igual modo, em relação ao 4T21 houve uma variação negativa de R$ 4,0 milhões, passando de R$ 1,3 milhões de resultado negativo para R$5,3 milhões de resultado negativo no 1T22, refletindo o efeito negativo da variação cambial de R$ 4,2 milhões.

As despesas gerais e administrativas totalizaram R$ 16,2 milhões no 1T22, representando 3,7% sobre a Receita Líquida, redução de 1,7 pontos percentuais entre os trimestres. Quando comparado o 1T22 ao 4T21, houve uma redução de 2,5% no montante absoluto e 0,3 pontos percentuais.

No 1T22, o fluxo de caixa livre foi R$ 28,9 milhões, refletindo na performance das disponibilidades em +21,9% e no saldo bruto de R$160,7 milhões de caixa, aplicações financeiras e aplicações financeiras de liquidez não imediata.

A dívida total consolidada no 1T22 teve um crescimento de apenas 0,2% em relação ao 4T21, sendo que nesse trimestre 93,9% do endividamento se refere à Nota de Crédito de Exportação e a linha FINEP corresponde a 6,1% do endividamento da companhia. Desta forma, o Caixa Líquido Positivo no 1T22 foi de R$ 103,5 milhões, em relação a R$74,7 milhões no 4T21.

Os resultados da Kepler Weber (BOV:KEPL3) referentes suas operações do primeiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 28/04/2022.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário