Fechamento Ibovespa: Bolsa fecha em alta de 1,18% e todos os destaques de hoje (26/05/2022)

LinkedIn

Depois de um fechamento no zero a zero ontem, o Ibovespa acompanhou o bom humor de Wall Street e fechou em alta de 1,18%, aos 111.870 pontos. Os índices em Nova York prolongaram a repercussão positiva da ata do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) divulgada na quarta, na qual os membros do Fed indicam um próximo aumento dos juros limitado a 50 pontos-base, ou 0,5 pontos percentuais.

Anteriormente, a perspectiva de uma posição mais agressiva do BC americano em relação às taxas também ampliava o medo dos investidores de que os Estados Unidos fechariam o ano com um crescimento econômico negativo.

O PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre dos EUA, divulgado hoje, mostrou um recuo maior do que o esperado (-1,5% ante expectativa de -1,3%). O resultado aplacou os temores do mercado de que o Fed pesasse a mão na próxima reunião de política monetária e resultou em uma sessão de recuperação das baixas dos últimos dias.

Os principais índices dos EUA fecharam com fortes altas: o Dow Jones subiu 1,61%, a 32.638,44 pontos; o S&P avançou 1,99%, a 4.057,94 pontos; e o Nasdaq ganhou 2,68%, a 11.740,65 pontos.

Além do clima positivo em Wall Street, também movimentou o Ibovespa hoje a alta na cotação do petróleo (+2,74% o barril Brent e 3,41% o barril WTI) e do minério de ferro (+2,18% em Dalian), com as empresas de commodities reproduzindo os ganhos.

As ações da Petrobras (PETR3 e PETR4) subiram 0,31% e 0,25%, respectivamente. Outras petroleiras, como PetroRio (PRIO3) e 3R Petroleum (RRRP3) também registraram ganhos, de 1,86% e 3,39%, respectivamente.

Contudo, a maior alta do dia ficou para a Cielo (CIEL3), que subiu 11,30%, a R$ 4,04. Além do clima favorável a risco, as ações da empresa de maquininhas também contou com a elevação da recomendação de seus papéis para compra pelo JPMorgan, com sinalização de potencial valorização de 45% até o fim de 2022.

O banco apontou a estabilização no market share da companhia depois de anos e a disciplina de custos combinada com a capacidade de repasse dos preços como pontos positivos do último balanço da empresa.

Outro destaque foram as ações do Magazine Luiza (MGLU3), que disputou com a Cielo a maior alta: os papéis avançaram 9,70%, a R$ 4,07.

No campo negativo, as ações das elétricas caíram influenciadas por discussões em Brasília sobre o reajuste da conta de luz, além do avanço na proposta de privatização da Eletrobras (ELET3). Puxaram as perdas a Engie Brasil (EGIE3), que recuou 2,88%; a Taesa (TAEE3), que registrou baixa de 2,77%; e Cemig (CMIG4), que cedeu 2,58%.

O dólar encerrou o dia em baixa de 1,22% com os investidores voltando sua atenção para os ativos de risco. A moeda fechou cotada a R$ 4,7609 na venda.

➡️ Veja o fechamento desta quinta-feira:

🇧🇷 IBOV: +1,18% a 111.870 pts
🏢 IFIX: +0,09% a 2.796 pts
💵 Dólar: -1,23% a R$ 4,76
💶 Euro: -0,82% a R$ 5,10
💰Bitcoin: -1,93% a R$ 140.144

🇺🇸 Nova York

Dow Jones: +1,61% a 32.638 pts
S&P 500: +1,99% a 4.057 pts
Nasdaq: +2,68%, a 11.740 pts

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
02/05/2022  1,15%  106.638,64 R$ 32,8 bilhões
 03/05/2022 – 0,10%  106.528,09 R$ 28 bilhões
04/05/2022 1,70% 108.343,74 R$ 36,9 bilhões
05/05/2022 -2,81% 105.304,19 R$ 36,1 bilhões
06/05/2022 -0,16% 105.134,73 R$ 35,9 bilhões
09/05/2022 -1,79%  103.250,02 R$ 33,5 bilhões
10/05/2022  0,14%  103.109,94 R$ 29,4 bilhões
11/05/2022  1,25% 104.396,90 R$ 33,3 bilhões
12/05/2022 1,24% 105.687,64 R$ 29,1 bilhões
13/05/2022  1,17%  106.924,18  R$ 31,5 bilhões
16/05/2022 1,22% 108.232,74 R$ 28,8 bilhões
17/05/2022 0,51% 108.789,33  R$ 32,3 bilhões
18/05/2022  -2,34% 106.247,15 R$ 29,9 bilhões
19/05/2022  0,71%  107.005,22 R$ 24,7 bilhões
20/05/2022 1,39%  108.487,8 R$ 31 bilhões
23/05/2022 1,71%  110.345,82 R$ 26,1 bilhões
24/05/2022  0,21%  110.580,79 R$ 30,2 bilhões
25/05/2022 0,00% 110.579,81 R$ 23,3 bilhões
26/05/2022 1,18%  111.889,88 R$ 27 bilhões

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

CIEL3: +11.29%, R$ 4,04
MGLU3: +9.70%, R$ 4,07
RAIL3: +6.92%, R$ 17,15
CVCB3: +6.75%, R$ 11,55
BPAN4: +6.49%, R$ 8,21

  • BAIXAS IBOVESPA

ENGI11: −2.88%, R$ 44,90
TAEE11: −2.77%, R$ 40,41
CMIG4: −2.57%, R$ 11,73
CPFE3: −2.55%, R$ 34,83
ELET6: −2.54%, R$ 42,51

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  • 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    Banco do Brasil (BBAS3)

    O presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, afirmou, em cerimônia no Palácio do Planalto, que a instituição financeira será operador de uma linha de crédito de R$ 6 bilhões com garantia do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe). Saiba mais…

    Banco Pine (PINE4)

    A agência de classificação de riscos Moody’s Local iniciou a cobertura do Banco Pine. Saiba mais…

    Carrefour (CRFB3)

    O Carrefour Brasil confirmou, que a aprovação da compra do Grupo Big pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) com remédios. O aval do órgão está condicionado ao cumprimento do Acordo em Controle de Aquisições (ACC). Saiba mais…

    Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6)

    Um grupo de investidores sinalizou interesse em comprar cerca de R$ 13 bilhões em ações da Eletrobras, no que pode ser uma das maiores ofertas públicas já realizadas no Brasil, disseram fontes à Bloomberg. Saiba mais…

    Embraer (EMBR3)

    A Embraer, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciaram a aprovação de um investimento compartilhado de R$ 48 milhões ao longo dos próximos cinco anos em um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) para a mobilidade aérea do futuro. Saiba mais…

    Eneva (ENEV3)

    A Eneva firmou com a Suzano um contrato para fornecimento de gás natural liquefeito (GNL) para as instalações industriais da companhia do setor de celulose. Saiba mais…

    Isa Cteep (TRPL4) e  Taesa (TAEE11)

    A Isa Cteep e a Taesa fecharam parceria para disputar a licitação do lote 2, no próximo leilão do governo federal, que acontecerá no dia 30 de junho.

    Log-in (LOGN3)

    A Log-In atualizou o mercado sobre a oferta pública de aquisição (OPA) realizado pela SAS Shipping Agencies Services Sàr. Saiba mais…

    Pague Menos (PGMN3)

    A Pague Menos deve ir às compras novamente, mas os alvos são diferentes do passado. Em maio de 2021, a empresa adquiriu a Extrafarma por R$ 700 milhões e, se tudo seguir como previsto, terá cerca de 400 novas lojas nos próximos meses. Saiba mais…

    Petrobras (PETR3/PETR4)

    A Petrobras assinou com a Grepar o contrato para a venda da refinaria Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor) e seus ativos logísticos associados, no Ceará. Saiba mais…

    O Conselho de Administração da Petrobras decidiu aguardar algumas etapas que precisam ser cumpridas antes de convocar a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que vai eleger novos membros, inclusive o executivo indicado pelo governo para a presidência da companhia, Caio Paes de Andrade, atual secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia. Saiba mais…

    O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) decidiu ontem abrir uma nova investigação contra a Petrobras para apurar se a empresa vendeu combustíveis por preços mais altos para a refinaria Landulpho Alves (RLAM), operada pela empresa privada Acelen, na Bahia. Saiba mais…

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, negou que seu governo intervenha ou vá interferir na Petrobras. Saiba mais…

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que tem o direito de propor mudanças no Conselho e na diretoria da Petrobras por ser o acionista majoritário e voltou a dizer que o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, tem ‘carta branca’. Saiba mais…

    Triunfo (TPIS3)

    A Triunfo assinou um contrato com a União para a exploração da instalação portuária Terminal Portuário Logístico (TPL), localizada em Santos (SP), na modalidade de terminal de uso privado, por 25 anos, prorrogáveis por períodos sucessivos. Saiba mais…

    (Com informações da CMA, Forbes Money e Momento B3)

Deixe um comentário