ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Mercado Bitcoin faz parceria com Stellar para criar MVP da CBDC brasileira

LinkedIn

A exchange brasileira Mercado Bitcoin anunciou sua parceria com a Stellar Development Foundation (SDF) na terça-feira (24). A empresa disse que pretende desenvolver um dos nove projetos selecionados para o LIFT Challenge Real Digital, promovido pelo Banco Central do Brasil.

O LIFT Challenge Real Digital é um ambiente colaborativo realizado pelo Banco Central do Brasil (Bacen), em parceria com a Federação Nacional das Associações de Servidores de Bancos Centrais (Fenasbac). Com o anúncio da integração da Stellar, a SDF se juntará ao consórcio criado pelo Mercado Bitcoin para desenvolver soluções para o Real Digital e que também conta com CPQD e ClearSale.

A CEO da Stellar Development Denelle Dixon disse que a rede da Stellar está preparada para apoiar o Mercado Bitcoin e o Banco Central do Brasil enquanto exploram casos de uso para o futuro do Real Digital. “A Stellar foi projetada para emissão de ativos e suas ferramentas de conformidade integradas dão ao Mercado Bitcoin uma base sólida para desenvolver uma solução com os recursos que o Bacen espera ver”, afirmou ela.

De acordo com o comunicado, o Mercado Bitcoin selecionou a rede Stellar devido à velocidade, eficiência e segurança do protocolo.

“Estamos em um consórcio de empresas que tem estrutura e ambição para construir soluções robustas para o mercado financeiro por meio da tecnologia blockchain. A utilização da rede Stellar nos permitirá entregar um case completo para avaliação do Banco Central”, disse Reinaldo Rabelo, CEO do Mercado Bitcoin.

Além do consórcio criado pelo Mercado Bitcoin, o Banco Central do Brasil também escolheu o protocolo DeFi Aave e a ConsenSys em parceria com Visa e Microsoft para desenvolver casos de uso para o Real Digital do país.

Em abril,  o presidente do Banco Central do Brasil havia confirmado que o piloto de moeda digital soberana do país será lançado este ano. No entanto, este lançamento ainda será uma versão piloto e não estará disponível para toda a população do país. Segundo Campos Neto, a Real Digital espera viabilizar contratos inteligentes e finanças descentralizadas na plataforma CBDC.

“A iniciativa Real Digital é uma resposta ao rápido progresso da transformação digital e à demanda da sociedade por meios nativos de fixação em um novo ambiente. condições para que importantes ganhos de eficiência sejam alcançados”, disse Campos Neto no ano passado.

Fábio Araujo, coordenador do projeto Real Digital no BC, afirmou recentemente que o Banco Central pretende permitir a construção ou interligação do sistema financeiro nacional com finanças descentralizadas (DeFi) e com contratos inteligentes. Essas são, em sua opinião, as grandes contribuições do ecossistema blockchain e das criptomoedas.

“Esses pontos fundamentais do ambiente criptográfico que pretendemos trazer para dentro do nosso perímetro regulatório para fazer uma coisa em massa para dar acesso a mais pessoas. Queremos trazer tecnologias de contrato inteligente e Defi para que possamos alcançar um público mais amplo”, disse ele.

Por Cassio Gusson

Deixe um comentário